Blog do Editor

Negociando…

Negociação e autoconhecimento
Olá!

Em muitos assuntos, para que a paz se estabeleça, negociamos com o outro para chegar num ponto de entendimento bom para ambas as partes, certo?

Mas, às vezes, não tem negócio com o outro ou com alguma situação, e mesmo assim não podemos ou não queremos abandonar o barco e nem dar o basta.

Nesse caso, nos restará negociar conosco mesmo….

A negociação com a gente mesmo deve ser gentil ao tomarmos consciência de que não estamos felizes numa situação, mas que por escolha ou por necessidade permanecemos nela.

É necessário ponderar que o outro, seja pessoa ou um sistema, está dando o que pode, e que é imperfeito assim como nós também somos, e procurar perdoar por meio dessa compreensão e nos perdoar por não ter condições ou forças para a mudança, até que isso seja possível, ajustar os sentimentos e cobranças internas.

Negociação e autoconhecimento

Na vida da gente nós temos sempre 3 escolhas diante de um impasse:

Ficar na situação; 

Fazer algo para mudar essa situação; 

ou ir embora dessa situação.

A única coisa que não é produtiva é a reclamação e vitimização. Isso com certeza não funciona pra nada e nos rouba muita energia. O papel de coitadinho é muito confortável, mas nos leva para um buraco fundo.

Negociar usando a nossa razão nos faz agentes, e não vítimas das situações, isso traz responsabilidade ao que seria fatalidade.

Sem julgamentos, cada um no comando de sua vida, seguindo sua intuição e o fluxo da existência, na torcida de estar ouvindo a voz do Criador dentro de nós.

Negociação de sucesso. Bem-vinda, vida!

Com amor.

 

Você também pode gostar de outros textos do blog do editor. Acesse: https://www.eusemfronteiras.com.br/categoria/blog-do-editor/

Sobre o autor

Monica Marchese Damini

Monica Marchese Damini

Psicanalista Clínica e Editora do Eu Sem Fronteiras

Em certa altura da vida, senti o chamado para descobrir o que havia além da rotina, da vida material, do físico. Foram muitos os caminhos trilhados, muito estudo, muitas vivências e descobertas, muitos desafios, vários mestres. Gratidão a cada um deles.

Autoconhecimento, espiritualidade, física quântica, o universo, yoga, budismo, doutrinas, meditação, retiros, silêncio, corpo, mente, alma, o Ser, o Amor Maior.

Ser livre do mundo externo, do sofrimento de Maya, a ilusão.

Torna-se co-criador da própria realidade.

Colocar em prática o Dharma, o dom e recursos recebidos em prol da sociedade, privilegiar o Todo, trabalhar, estudar, compartilhar, amar, evoluir, sem apego ou aversão.

Despertar para o Divino em cada um de nós. Aprender a enxergar o Ego e deixar que ele apenas trabalhe a favor dos propósitos do Todo, aprender a praticar o desapego e a aceitação… tem que buscar, tem que querer, e eu quero!

Assim como eu, muitos estão nessa jornada, e com este propósito de nos juntar, criamos o Eu Sem Fronteiras, projeto amoroso de compartilhamento e ponte entre quem quer dar e quem busca receber todo tipo de informação e conhecimento, livre de dogmas, julgamentos e crenças, para que cada leitor aproveite o que desejar em cada momento de sua vida.

Transformar conhecimento em sabedoria.

Trabalhoso, mas tem muita gente vibrando na mesma sintonia e disposta a compartilhar o que sabe, e nessa nova era onde o coletivo impera sobre o individual, conseguimos uma equipe linda de profissionais em sinergia com nosso projeto para juntar todo o bem e todo o bom aqui neste portal.

Aprender a perdoar, se perdoar, nos libertar de sentimentos negativos, mágoas, culpas e tudo que gera padrão negativo. Há muitas formas e ferramentas, mas precisa trabalho e enfrentamento.

Quanto maior a massa crítica vibrando positivamente no amor universal, mais rápida a transformação deste planeta.

Queremos participar!

Contato:
E-mail: [email protected]
Facebook: Monica Damini
Instagram: @monicadamini