Convivendo

O Melhor vai acontecer

Mulher sorridente em um parque de diversões, posando para foto em frente de uma roda gigante enquanto segura um balão de carinha sorridente.
Carlos Pompeu
Escrito por Carlos Pompeu
Espere sempre pelo melhor, coloque essa ideia em sua cabeça, as coisas vão começar a mudar, pois quem procura sempre encontra o que quer. Mas não corra o risco de ficar exaltado, porque essa aflição pode virar uma bola de neve e, por sua vez, intoxicar o seu estado emocional. 

Por isso, não desperdice sua energia vital com o nervosismo, lembre-se: você é muito mais importante do que um momento de mau humor. Isso ocorre. Bola para frente.

O exaltar-se é uma agressão mental que desequilibra todos os seus sentidos, é quando você se vê fora da caixinha, estando em desespero por não saber como voltar.

Mas como voltar para um lugar que não existe? Tudo era apenas uma ilusão.

Pare, chore, depois enxugue as lágrimas e siga em frente, mas procure pensar em coisas boas. Tudo de bom vai acontecer. Pense no melhor.

Homem sentado na grama com as pernas cruzadas, meditando e observando o pôr do sol no horizonte.
Combata com a sua força de vontade qualquer pensamento que não seja agradável, não vale a pena, pois a vida é preciosa. Abra os olhos do espírito, veja além das aparências, existe uma mensagem. Um sinal.

No entanto a vida é sempre a mesma coisa, um dia atrás do outro. Por isso, temos que ter um posicionamento favorável à vida, porque a experiência da vida humana é uma experiência sagrada. Portanto nada acontece ao acaso. 

Como diria um antigo sábio chinês, do século VI a.C., Lao Tze: “Basta deixar a água enlameada parar, para que se torne limpa, pois a lama irá parar no fundo”. 

Por isso, não tenha pressa, não embarque na pilha e na tensão, dê tempo ao tempo, procure a tranquilidade. Por meio da serenidade, com certeza, coisas boas vão acontecer.


Você também pode gostar de outros artigos do autor: “Viver Bem”

Sobre o autor

Carlos Pompeu

Carlos Pompeu

Carlos Pompeu, 46 anos, bacharel em Direito e formação em Letras, tendo sido redator publicitário e colunista em jornais e revistas, escreve em blogues, sobre entretenimento e cultura, na internet, sendo autor de livros virtuais de ficção, no qual adota o pseudônimo Boris de Pedra. Começou, ainda nos anos 1990, com esse nome artístico,”Boris”, em uma banda de Rock, na qual tocava baixo e cantava, além de compor as músicas e letras.

Já no século XXI, migrou para a Literatura, não tendo ainda nenhuma publicação, mas com a esperança de ter sua obra editada. No entanto, sabe que essa possibilidade encontra-se na formatação de um público leitor, o que vem fazendo, escrevendo na internet.

Atualmente tem suas atenções voltadas para a Terapia Holística, sendo sua especialidade o Reiki, com a graduação Nível III, o que o inspirou a escrever textos com a temática esotérica, que abordam a espiritualidade, pensamentos positivos e a autossugestão mental.

E-mail: [email protected]
Site: tecnocibernetico.wordpress.com/