Autoconhecimento

Que tipo de cliente é você?

Consumidora comprando algo empacotado em sacola branca,
Gabriela Maso
Escrito por Gabriela Maso


Dia 15 de Março foi celebrado o Dia do Consumidor e é muito comum ouvirmos: “o cliente tem sempre a razão”; e por quase toda a minha vida (até recentemente), essa foi a “verdade” que me governou como consumidora e era a partir desse pedestal que eu me relacionava com muitos fornecedores.

Graças à autoconsciência, observação e muitos tropeços, fui entendendo que essa relação não se resume simplesmente a “estou pagando, quero absolutamente tudo o que você tem e não tem a oferecer!”.

Se existe uma verdade na afirmação de que “o cliente tem sempre a razão” é a de que é uma crença limitante do inconsciente coletivo criada nos anos 1900 por um empresário do ramo de lojas de departamento, que culminou em funcionários improdutivos por satisfazerem a todos os pedidos de clientes quase mimados e uma geração de consumidores crentes de que seus fornecedores devem sangrar para satisfazer a todos os seus pedidos.

A relação comercial é uma troca! Uma pessoa/empresa soluciona um problema e o cliente/consumidor paga por isso.

Existe um equilíbrio nessa troca. 

Cliente mulher pagando no cartão um café.

Da perspectiva do cliente, você consegue reconhecer quando está sendo bem atendido? Sabe agradecer um bom atendimento? Recomenda as empresas/profissionais de sua confiança? Procura ter uma relação de igualdade, parceria, ganha/ganha e equilíbrio com seus fornecedores? Se não, saiba que é um bom momento para repensar. O Universo sempre nos cobrou por equilíbrio e o equilíbrio de qualquer relação comercial acontece quando todas as partes foram honradas.

Da perspectiva profissional/empresa, você sabe tratar com seu cliente? Sabe cobrar pelo seu trabalho? Algumas pessoas sentem que o cliente está “fazendo um favor” ao comprar dele e talvez a origem seja essa crença limitante de que qualquer coisa que o cliente diga ou peça é a verdade absoluta.

Se você tem essa crença de que “o cliente tem sempre a razão” e deseja empreender, certamente vai ter dificuldades em demonstrar seus limites comerciais aos seus clientes e estará sempre cedendo e se deparando com os mesmos problemas para os mesmos clientes; ou você já é empreendedor e talvez isso já esteja acontecendo na sua vida!

Vamos limpar essa crença limitante agora!

Abraços,

Gabi Maso.

Sobre o autor

Gabriela Maso

Gabriela Maso

A minha formação profissional começou na área de Exatas; passei por Tecnologia da Informação e Finanças, em empresas multinacionais durante 12 anos. Sempre fui muito feliz nessas áreas, mas nunca deixei de procurar ferramentas que pudessem me ajudar a entender o motivo pelo qual um grande vazio e uma sensação de deslocamento me perseguia durante a minha caminhada. Fiz Terapia convencional durante mais de 10 anos, Coaching, Cursos holísticos voltados para ferramentas elementais, como "pedras que curam", e física quântica, quando eu finalmente entendi que eu poderia oferecer muito mais ao universo através das minhas experiências pessoais, entendimento e técnica do ThetaHealing.

Contatos
Email: [email protected]
LinkedIn: gabrielamaso
Facebook: conscientemeu
Instagram: @conscientemeu