Autoconhecimento

Solidão é uma opção

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Muitas pessoas consideram a possibilidade de ficar sozinhas como a última opção. Aliás, pior do que isso, a solidão retrata a ideia de que foi o triste fim que restou para um indivíduo que não encontrou a sua metade da laranja. Realmente, existe uma alma gêmea? E o ditado de que “toda tampa tem sua panela” é verdadeiro, mesmo para uma “frigideira”?

A maioria das histórias felizes terminam com o mocinho e a mocinha se encontrando no final e vivendo “felizes para sempre”, como se um relacionamento e a felicidade estivessem não só ligados, mas dependentes um do outro. Na teoria pode até ser, mas na prática isso é muito relativo. Aliás, não é nenhum espanto que você possa ser mais feliz vivendo sozinho do que com outra pessoa. Da mesma forma que você já ouviu o ditado da tampa da panela, certamente já devem ter falado para você que “antes só do que mal acompanhado”.

A felicidade não é um sentimento pleno. Quando estamos bem, procuramos estar ainda melhor.

Alguns buscam objetivos praticamente inalcançáveis. Enquanto alguns conseguem o improvável, a maioria não chega onde almeja. Porém, o estado em que estava anteriormente trazia uma estabilidade. Ele(a) estava bem sozinho(a), mas de tanto ver outras pessoas felizes e acompanhadas, a felicidade do solitário foi questionada por ele próprio. Da mesma forma que estar só traz momentos de solidão, aqueles que estão acompanhados necessitam passar momentos sozinhos. Ninguém está plenamente satisfeito com a sua condição.

Pelo que as famílias, a mídia, as escolas e os amigos passam, a ideia de ter um(a) companheiro(a) é a ideal e todos deveriam almejar. Alguns passam a vida inteira procurando algo que pensam querer e que dentro de suas próprias mentes é o ideal, mas que nunca se materializou porque simplesmente não existe. Muitas vezes, o fato de estar acompanhado ou sozinho é um porre. Isso é natural da vida. Independente da condição que você optar, uma certeza pode ter: em algum momento, sentirá falta da opção que você não escolheu.

O ideal mesmo é buscar uma maneira de alternar momentos de solidão e companhia. Caso não seja possível um relacionamento afetivo, a proximidade de amigos íntimos e familiares é extremamente benéfica, embora não substitua um(a) parceiro(a). Não que seja melhor ou pior, mas não é a mesma coisa. E da mesma forma buscar também momentos para curtir a si próprio, ler um livro e ficar sozinho. A solidão é necessária para equilibrar nossos pensamentos e sentimentos. A melhor companhia é você próprio em primeiro lugar.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]