Comportamento Convivendo

5 formar de identificar o abuso verbal

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Aquele ditado que nos conta que existem palavras que machucam mais do que briga física é extremamente verdadeiro. Brigar com alguém vai muito além de agressão física e as palavras podem ter o mesmo peso e intensidade dependendo da forma como são ditas. Infelizmente, muitas vezes as pessoas saem do controle e agridem umas às outras sem se dar conta. O abuso verbal é uma atitude muito condenável e deve ser combatido a todo custo.

Independente de em qual relacionamento o abuso verbal existir é preciso estar atento.

Costumamos ficar atentos quando conversamos com amigos ou colegas de trabalho, então também precisamos medir as palavras e tomar atitude se formos as vítimas de abuso verbal vindo de família e de um parceiro amoroso.

Pode ser difícil identificar o que realmente caracteriza um abuso verbal, mas é preciso se você quiser ter uma vida em paz e longe de aborrecimentos desnecessários. Sem contar que um relacionamento onde existe esse tipo de tratamento não deve perdurar. Para te ajudar a identificar se anda protagonizando cenas com esta atitude desprezível, separamos abaixo os cinco principais tipos de abuso verbal. Confira:

1- Xingamentos

Quando em uma conversa uma pessoa começa a desferir xingamentos sobre a outra é um sinal bem claro de que alguma coisa não vai nada bem. Não me refiro somente a palavrões propriamente ditos, mas palavras fortes e capazes de machucar a outra pessoa como “vadia”, “escroto” ou “inútil”, podem fazer o mesmo efeito agressivo.

2- Gritos

Esse é o mais comum de acontecer em qualquer tipo de discussão, assim que as pessoas começam a se desentender e se exaltar, o tom de voz também some automaticamente. No entanto, é bom sempre ficar atento para não ultrapassar os limites porque gritar com outra pessoa magoa e intimida. É uma forma agressiva de se expressar. Pense no cuidado que você toma para não gritar com seu chefe, por exemplo. A partir de hoje tome este mesmo cuidado com as outras pessoas com as quais se relaciona.

3- Ameaças

Essa é uma forma de abuso verbal que não nos dá espaço para dúvidas. Ameaças, dependendo do nível, podem ser criminosas. Em casos mais brandos podem ser identificadas como chantagem. Mas nenhuma delas é indicada em relacionamento algum, então nunca faça nada apenas por medo de alguma ameaça. Sempre procure ajuda se isso acontecer e se afaste da pessoa o mais rápido possível. Infelizmente, relacionamentos amorosos doentios existem aos montes e muitas pessoas ficam presas neles com medo de ameaças do parceiro.

4- Manipulação

Uma forma de abuso verbal tão grave quanto a descrita acima, só que ainda mais velada. Geralmente manipuladores são extremamente dissimulados e podem passar aos outros uma imagem completamente diferente da imagem real, inclusive virando o jogo e se fazendo de vítimas. O grande problema é quando nem a pessoa que está sendo manipulada enxerga isso. Se algum dia você já teve desconfiança disso, confie na sua intuição e tire isso a limpo o quanto antes.

5- Intolerância

Não importa de que forma ela vem, pode ser por distinção de cor, peso, raça ou sexualidade. Vai dizer que você nunca viu uma mulher ser julgada por seu humor como estando “naqueles dias”? Pode ser uma brincadeira inocente para quem faz, mas pode também ser recebida como abuso verbal por quem recebe. É preciso sempre estar atento! Pense antes de falar, tente não brigar e jamais sinta-se superior a qualquer pessoa.


Texto escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]