Autoconhecimento Comportamento Convivendo

Resignação

Homem com terno e calça social, se equilibrando em corda, que cruza uma cidade inteira. Ele se equilibra com os braços abertos. Ao fundo, a cidade, com diversos prédios.
Luiz Guimaraes
Escrito por Luiz Guimaraes

Resignação é uma atitude antecedida pela paciência que nos confere condição para o enfrentamento dos desafios da vida. Essa virtude tão preciosa nos eleva ao ponto de antevermos as bem-aventuranças prometidas por Jesus, levando-nos ao conforto que necessitamos.

Conscientes de que o Espírito é imortal, podem robustecer a nossa fé e esperança, que serão os alicerces que nortearão as nossas existências. Contudo temos muito que perseverar para alcançarmos esse estado de Espírito, face às dificuldades impostas pelas nossas imperfeições.

Mulher pendurada pelas duas mãos em muro de madeira. Ela está de costas, suada, com cabelo preso e sua roupa está suja. Ao fundo, o céu está azul.

Renunciar o egoísmo e o orgulho, dando lugar à humildade, são desafios a serem vencidos no primeiro momento. Sabedores de que esse caminho é árduo, busquem a prática da reforma íntima sem açodamento, e sim por etapas. Jamais conseguiremos grandes progressos rapidamente. Trata-se de um processo de burilando interior tal qual a lapidação de um diamante num trabalho diuturno.

O esmeril de o tempo encarregar-se-á de cumprir essa tarefa fazendo reluzir a nossa luz, segundo Mateus 5:13-16: “Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus”.

Você também pode gostar

No Evangelho Segundo o Espiritismo, Capítulo V, Item 12, encontramos: “Bem-aventurados os que choram porque serão consolados”. (…) Deveis, pois, sentir-vos felizes por reduzir Deus a vossa dívida, permitindo que a saldeis agora, o que vos garantirá a tranquilidade no porvir.

Quantas vezes abençoam o “remédio amargo” como instrumento da recuperação da nossa saúde? A dor torna-se passageira quando vislumbramos o efeito que nos trará felicidade. É nessa caminhada brevemente aflita que nos confortamos e seguimos adiante.

Nunca é demais lembrar de que estamos colhendo o fruto da semente que plantamos e essa escolha é inteiramente de nossa responsabilidade. Parafraseando Guimarães Rosa, “Quem escolheu a busca não pode recusar a travessia”.

O livre arbítrio faculta-nos distinguir o caminho a ser percorrido. A Misericórdia Divina permite o nosso próprio julgamento decorrente da consciência, que nos alerta quanto às iniquidades cometidas, Destarte, o sofrimento quando resignado resultará na sublime elevação d’alma. Caso seja entendido como castigo, a revolta será motivo para seu recrudescimento.

Pés usando sapato marrom em cima de uma placa de madeira. Uma sequência de placas de madeira segue em frente, com um espaço entre elas, como uma ponte. Entre os espaços, é possível ver uma cidade, e um cruzamento de duas avenidas, indicando que a pessoa esteja atravessando em um local muito alto.

Temos ainda no livro Estude e Viva, psicografia de Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira, pelo Espírito Emmanuel e André Luiz, no Capítulo Resignação e Resistência: “De fato, há que se estudar a resignação para que a paciência não a venha trazer resultados contraproducentes”.

A resignação comporta a humildade, contudo jamais deverá ser instrumento de acomodação. Continuar na busca da melhora independentemente dos reveses é prova da perseverança e denodo para atingirmos o ideal colimado. (A paciência é o caminho de toda sabedoria).

Sobre o autor

Luiz Guimaraes

Luiz Guimaraes

Sou médico diplomado no ano de 1972, pela Faculdade de Ciências Médicas de Pernambuco. Já era funcionário do Banco do Brasil e em 1977 assumi o cargo de médico no serviço da Instituição. Em 1988, assumi a chefia daquele serviço e em 1996 aposentei-me. Escrevo para o Jornal do Commercio e Diário de Pernambuco (ambos em Recife) sobre a Doutrina Espírita e também sobre nossa conjuntura política. Sou membro efetivo da Academia Pernambucana de Música desde 1998.

Contato:

Telefones: (81) 9 9973 6363 | (81) 9 9290 7030

E-mails: [email protected] | [email protected] | [email protected] | [email protected]