Comportamento

A criatividade é um lapso momentâneo vindo de um cérebro com muitas conexões

Num grande plano totalmente amarelo, uma lâmpada situada à esquerda.
HAKINMHAN / Shutterstock
Escrito por Fabiano de Abreu

Para variar, são muitos textos na internet sobre como desenvolver o processo criativo. Ou seja, ser mais criativo.

Mas a criatividade vem de dois processos – um nato e um desenvolvido. Mas, a priori, genética em seu singelo ou não percentual é o que condiz com o seu desenvolvimento. Estamos sempre querendo muitas coisas, mas, na maioria das vezes, pecamos em não fazer o essencial para conseguir qualquer coisa. Tomar decisões.

Uma mulher branca exibindo um semblante pensativo. Acima dela, ilustrações de símbolos que remetem à simbolização de vários atos e objetos.
Peshkova de Getty Images / Canva

O que acontece é que, na mesma região do cérebro da tomada de decisões, está também o foco atencional e o raciocínio lógico para as memórias. E estas, por sua vez, são necessárias para a criatividade. Logo, essa região, também chamada da área da inteligência no cérebro, precisa ser treinada, exercitada. E, nessa cultura de redes sociais, estamos fazendo o caminho inverso, atrofiando-a.

Você também pode gostar

A receita desse bolo, então, seria uma ginástica cerebral, correto? Ou também podemos pensar mediante essa mesma região, buscando a lógica de que, se o cérebro estava se desenvolvendo e agora se subdesenvolve, logo voltamos à época de seu desenvolvimento, ao passado; mudamos nossos hábitos para um passado não tão distante e voltamos a desenvolver o nosso cérebro. Afinal, são os hábitos do passado a receita prescrita em nosso código genético.

Sobre o autor

Fabiano de Abreu

Fabiano de Abreu Rodrigues é um jornalista, psicanalista, neuropsicanalista, empresário, escritor, filósofo, poeta e especialista em neurociência cognitiva e comportamental, neuroplasticidade, psicopedagogia e psicologia positiva.

Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional.

Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo, criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil.

Lançou os livros “Viver Pode Não Ser Tão Ruim”, “Como Se Tornar Uma Celebridade”, “7 Pecados Capitais Que a Filosofia Explica” no Brasil, Angola, Paraguai e Portugal. Membro da Mensa, associação de pessoas mais inteligentes do mundo, Fabiano foi constatado com o QI percentil 99, sendo considerado um dos maiores do mundo.

Contatos:

Email: deabreu.fabiano@gmail.com
Site: deabreu.pt
Site: pressmf.global/
Facebook: FabianodeAbreuOficial
Instagram: @fabianodeabreuoficial
Twitter: @Filosofofabiano
Youtube: Filósofo e jornalista Fabiano de Abreu
Linkedin: Fabiano de Abreu