Convivendo

O Amor que se crê…

Casal se beijando com a neve caindo em cima deles.

Quando um certo alguém, desperta um sentimento…
é melhor não resistir
…e se entregar”…(Lulu Santos, Certo Alguém)

Estimado leitor, meu caro companheiro de leitura dos meus artigos… se eu te pergunto: você acredita em almas gêmeas?… o que me responderia?

A ideia de que exista alguém, como você, que crê, vê e vive algo parecido, e que em certo momento de suas vidas se encontrarão… isso faz sentido para você?

E que… se existe de fato… nossa alma gêmea, vamos ou estamos destinados a encontrá-la?

Talvez eu deva refazer a pergunta e tentar ser menos prolixa: você acredita que exista alguém por aí, nesse mundão de meu Deus (Eita coisa boa!!!) que se encaixe ao seu modo de viver, pensar, agir e acreditar?

Ah, mas eu acredito, sim! Acredito em almas afins… que se encontram, que se complementam e que se unem… que são completas em suas verdades e existência e que… muito romanticamente falando, quando se encontram, se sentem como se a busca tivesse terminado, sabe?!

Escrevi há tempos atrás, um texto onde relatei uma experiência pra lá de mágica: fui testemunha de um amor daqueles de filmes, sabe? Um rapaz e sua namorada marcavam a data do casamento, felizes, realizados, encorajados pelo amor que sentiam um pelo outro e prontos para iniciar a vida a dois… pela primeira vez eu vi e testemunhei tamanha emoção!

Aí, o que eu fiz?

Quem lembra do artigo sobre ‘sim, aceito’… eu contei sobre este casal, ainda me lembro de suas feições alegres e sorridentes, jovens lindos e cheios de disposição para a nova etapa que já batia à porta … escrevi mesmo, rs, tentei muito humildemente passar aos meus estimados toda a emoção que eu mesma senti enquanto conversei com eles, os parabenizei e os observei até não poder mais … até os perder de vista enquanto saíam da igreja e rumavam até o carro, de mãos dadas, cúmplices e absortos naquele momento de magia … marcando a data do primeiro dia de suas vidas juntinhos!!!

Você também pode gostar de:

Recebi desde então, comentários sobre o artigo, ou melhor, relato; me disseram que buscavam um amor assim e que acreditavam que o encontraria; outros me falaram sobre as dúvidas sobre se encontrariam amor … porque tudo parecia difícil e irreal em meio às paixões efêmeras e o imediatismo das relações … a pressa, a falta de carinho, a falta de conversa entre o casal … coisas assim.

Quer saber?

Acredite, sim. Acredite no amor; não naquele que se ‘posta’ todos os dias, mas naquele que, com os olhos se diz ‘oi, eu estou aqui, e sempre estarei porque você é importante para mim’… ainda que com palavras distintas, gestos distintos, mas assim te diga; acredite que merece o melhor dos sentimentos, aquele que nos enche, preenche, nos transborda em nossa essência e nos faz seguir esta caminhada; porque precisamos de amor, porque somos mais felizes quando doamos amor e o recebemos de volta, porque somos feitos para amar e de amor vivemos, sim!

Você, que está aí… que se pergunta quando ele vai acontecer em sua vida, ou se está desiludido, ah, não!, sabe o que dizem a respeito de ‘encontrar a pessoa certa’?

O melhor momento para encontrarmos uma pessoa bacana em nossas vidas, já vislumbrando possibilidades positivas dentro de uma perspectiva ideal, é justamente quando seguimos rumo aos nossos sonhos… é sim, amigo, pois nesse momento uma energia pura e positiva emana de ti e num efeito de atração, busca e encontra energias afins, gente que está dando o melhor de si, buscando, fazendo acontecer a vida… nesse momento você encontra alguém legal, e aí… bem… aí é contigo!

Portanto, dê o seu melhor, viva o seu melhor, pense o melhor e mentalize o melhor; atraia o melhor para si, o melhor da vida e dos outros!

Como dizia o poeta e querido Mario Quintana .. ah, esse sabia das coisas, viu: “O segredo não é correr atrás das borboletas, e sim, cuidar do jardim.”

Felicidades, adiante sempre (sempre, mesmo!) e “vamo que vamo”!!!!

Sobre o autor

Claudia Jana Sinibaldi Bento

Claudia Jana Sinibaldi Bento

Olá, sou a Claudia Jana Sinibaldi Bento, metade brasileira, sendo a outra metade encontrada na Espanha… rs... e aqui compartilho o que aprendi ao longo desta trajetória, seja estudando, traduzindo, escrevendo, lendo ou conversando… ah, melhor ainda: conhecendo pessoas que me acrescentaram o que carrego como sendo meu tesouro mais precioso: conhecimento. São anos aqui e ali, onde me chamam ou aonde eu simplesmente vou, para aprender, ajudar, sentir… e assim sigo esta estrada rumo ao autoconhecimento, evolução e simplicidade! Vem comigo aprender! Ah, também quero aprender com você!

Email: [email protected]