Espiritualidade

Oração pelo fim da guerra

Bandeira da Ucrânia.
Max Kukurudziak / Unsplash
Escrito por Luis Lemos

Em tempo de guerra, como essa que está acontecendo agora entre Rússia e Ucrânia, me sinto triste e frágil emocionalmente. E quem não está se sentido assim?

Daqui, do conforto da minha casa, fico pensando no que eu poderia fazer para acabar com essa guerra. Depois de muito meditar, concluo que a oração é uma poderosa ajuda.

E é isto que eu venho fazendo nesses últimos dias, orando! E, para me ajudar nessa intenção, encontrei nas palavras do Papa Francisco uma poderosa inspiração:

“Senhor Deus de Paz, escutai a nossa súplica! Tentamos, tantas vezes e durante tantos anos, resolver os nossos conflitos com as nossas forças e também com as nossas armas; tantos momentos de hostilidade e escuridão; tanto sangue derramado; tantas vidas despedaçadas; tantas esperanças sepultadas. Mas os nossos esforços foram em vão.

Agora, Senhor, ajudai-nos Vós! Dai-nos Vós a paz, ensinai-nos Vós a paz, guiai-nos Vós para a paz. Abri os nossos olhos e os nossos corações e dai-nos a coragem de dizer: “nunca mais a guerra”; “com a guerra, tudo fica destruído!” Infundi em nós a coragem de realizar gestos concretos para construir a paz.

Mãos masculinas juntas em cima de bíblia.
Timothy Eberly / Unsplash

Senhor, Deus de Abraão e dos Profetas, Deus Amor que nos criastes e chamais a viver como irmãos, dai-nos a força para sermos cada dia artesãos da paz; dai-nos a capacidade de olhar com benevolência todos os irmãos que encontramos no nosso caminho. Tornai-nos disponíveis para ouvir o grito dos nossos cidadãos que nos pedem para transformar as nossas armas em instrumentos de paz, os nossos medos em confiança e as nossas tensões em perdão.

Mantende acesa em nós a chama da esperança para efetuar, com paciente perseverança, opções de diálogo e reconciliação, para que vença finalmente a paz. E que do coração de todo o homem sejam banidas estas palavras: divisão, ódio, guerra!

Senhor, desarmai a língua e as mãos, renovai os corações e as mentes, para que a palavra que nos faz encontrar seja sempre “irmão”, e o estilo da nossa vida se torne: shalom, paz, salam! Amém”.

Você também pode gostar

Deus nosso, como é suave orar com quem é naturalmente agradável! Essa oração do Papa Francisco tem me dado força e coragem para continuar acreditando na vida, no ser humano, na paz.

Por fim, reserve você também um momento do seu dia para rezar essa pequena oração e você verá quantas bênçãos acontecerão em sua vida. Que assim seja! Amém!

Sobre o autor

Luis Lemos

Luís Lemos é filósofo, professor universitário e escritor, autor, entre outras obras, de Filhos da Quarentena: A esperança de viver novamente, Editora Viseu, 2021.

Email: luisc.lemos@hotmail.com
Instagram: @professorluislemos
Facebook: professorluislemos
Twitter: @luisclsilva
Youtube: Luis Lemos