Autoconhecimento Comportamento

Reinventar-se é pra quem tem coragem

Faixas de corrida
Bluma Hausswolff
Escrito por Bluma Hausswolff
Reinventar-se vai além de um novo corte de cabelo. É preciso mais do que um batom vermelho. Mais do que uma nova pintura na parede do quarto. Mais do que um novo modo de se vestir. Reinventar-se, na essência da palavra, vai além da estética. Além da saia rodada, da calça colorida ou dos óculos de aro preto e armação quadrada. ⠀

Para trocar verdadeiramente de pele é necessário mudar o que vem antes da pele: lá dentro! Onde ninguém vê e poucos conseguem tocar. É necessário coragem e abandono. É necessário dor e ranger de dentes. Transformação indolor quase não existe.

Você também pode gostar de:

Experimente jogar tinta branca no óbvio colorido. Tire os quadros todos da parede, arranque as fotos, arraste os móveis, encaixote os velhos livros: coloque o que parece essencial em segundo – em terceiro plano. Em primeiro plano não coloque nada. Absolutamente nada. Porque às vezes é só no absoluto vazio que a clareza vem. Feito isso, sente-se e medite profundamente. E agora? O que você precisa ser? Agora que está tudo vazio, branco e em silêncio. Agora que se teve loucura ou coragem para deixar invisíveis as empoeiradas paixões; os hábitos; os vícios. Agora que você desconstruiu o seu mundo perfeito e estável, o que você sente além da insegurança natural que causa a verdadeira (eu disse verdadeira) liberdade?

Mãos se livrando de algemas

Pois é partir daí, meu caro. Exatamente a partir daí: do ponto quase zero, do livre, da amplidão, da sala vazia e ouvindo nitidamente o seu eco, que você reinventa a si mesmo.

Sobre o autor

Bluma Hausswolff

Bluma Hausswolff

Bluma Hausswolff nasceu na Itália, em Milão. É artista da dança, escritora e através da Psicanálise e do leque terapêutico,
deseja tocar o íntimo e expandir o potencial de (ser) humano.

Contatos:

E-mail: [email protected]
Instagram: @blumahausswolff