Comportamento Convivendo Psicologia

A arte do “Não”: Dizer Não como Forma de Autocuidado

Se você é uma pessoa que não consegue dizer “não” para os outros, é possível que você esteja sacrificando o seu autocuidado em benefício dos outros. Em vez de fazer isso, você pode definir limites saudáveis na sua relação e no seu trabalho, de forma a manter na sua vida apenas o que te faz bem. Entenda como você pode colocar esse gesto em prática, com a psicóloga e colunista Carla Marçal.

Vivemos em uma sociedade que muitas vezes valoriza a capacidade de dizer “sim” e abraçar oportunidades. No entanto, aprender a dizer “não” é uma habilidade crucial e muitas vezes subestimada, que desempenha um papel fundamental no autocuidado.

Neste artigo, exploraremos a importância de estabelecer limites saudáveis e como dizer “não” pode ser uma expressão poderosa de cuidado consigo mesmo.

1. Estabelecendo Limites:

Dizer “não” é essencial para estabelecer limites saudáveis em todas as áreas da vida. Seja no trabalho, nos relacionamentos pessoais ou em atividades do dia a dia, a capacidade de definir limites claros ajuda a preservar a energia e a manter o equilíbrio emocional. Isso não significa ser egoísta, mas sim, reconhecer suas próprias necessidades e respeitá-las.

2. Protegendo sua Energia:

Cada “sim” que damos a uma tarefa ou compromisso consome nossa energia. Aprender a dizer “não” quando necessário é uma maneira eficaz de proteger essa energia vital. Isso não apenas evita o esgotamento, mas também permite que você direcione sua energia para as atividades e relacionamentos que realmente importam.

3. Priorizando o Autocuidado:

Mulher deitada em sofá, relaxando. Relaxar como forma de autocuidado e proteção de energia.
Hiraman de Getty Images Signature

Dizer “não” é uma forma de priorizar o autocuidado. Muitas vezes, nos comprometemos excessivamente para agradar aos outros, negligenciando nossas próprias necessidades. Ao recusar gentilmente o que não se alinha com seus objetivos e bem-estar, você envia uma mensagem clara de que cuidar de si mesmo é uma prioridade.

4. A Liberdade de Escolha:

Dizer “não” proporciona uma sensação de liberdade e controle sobre suas escolhas. Isso significa que você não está simplesmente à mercê das circunstâncias, mas está ativamente moldando sua vida de acordo com seus valores e metas. A liberdade de escolha é fundamental para um estilo de vida saudável e satisfatório.

5. Fortalecendo Relacionamentos Autênticos:

Dizer “não” também é uma maneira de estabelecer relacionamentos mais autênticos. Aqueles que verdadeiramente valorizam você respeitarão seus limites e compreenderão quando você disser “não”. Isso contribui para relacionamentos mais genuínos e saudáveis, baseados na compreensão mútua e no respeito pelos limites individuais.

6. Aprendizado Contínuo:

A habilidade de dizer “não” é uma jornada de aprendizado contínuo. À medida que você pratica essa habilidade, desenvolve uma maior autoconsciência e a capacidade de discernir quando é apropriado dizer “sim” e quando é melhor dizer “não”. Isso é parte integrante do crescimento pessoal e do desenvolvimento de uma vida equilibrada.

Você também pode gostar:

Aprender a dizer “não” é uma forma valiosa de autocuidado. Estabelecer limites, proteger sua energia, priorizar o autocuidado, exercer a liberdade de escolha, fortalecer relacionamentos autênticos e continuar aprendendo são aspectos cruciais desse processo. Ao incorporar o “não” de maneira positiva em sua vida, você constrói um caminho mais saudável e autêntico, baseado no respeito por si mesmo e pelos outros.

Sobre o autor

Carla Marçal

De uma carreira de destaque em grandes corporações à busca incansável por um propósito mais profundo, minha jornada de vida tem sido uma busca constante por significado e realização. Como psicóloga integrativa de formação, alcancei o sucesso profissional em níveis diretivos, acumulando todas as conquistas tradicionalmente associadas à felicidade.

No entanto, sempre senti que faltava algo, uma lacuna na minha busca pela plenitude. Paralelamente à minha carreira, mergulhei nos estudos do comportamento humano, obtendo formação como psicodramatista e aprofundando meu conhecimento em coaching, PNL, antroposofia e outras técnicas. Meu objetivo era claro: auxiliar indivíduos e organizações a prosperarem em processos de mudança, humanização e desenvolvimento pessoal e profissional. Mas ainda assim, algo essencial parecia escapar.

Em 2017, um diagnóstico de câncer de tireoide transformou minha vida de maneira profunda. Optei por um período sabático que se revelou um mergulho profundo em busca do meu verdadeiro propósito. Devorei livros, concluí cursos com diversos mentores e explorei todas as ferramentas disponíveis para desvendar meu destino. Foi nessa jornada de autoconhecimento que encontrei o ThetaHealing®, e minha vida deu um giro transcendental.

De cliente, me tornei terapeuta e instrutora oficial dessa incrível técnica. Além disso, obtive a certificação como operadora de mesa quântica estelar e mesa quântica estelar-pets, além de me tornar professora de MQE. Hoje, sou movida por uma paixão ardente pelo que faço, e vivo plenamente de acordo com meu verdadeiro propósito: espalhar luz, boas vibrações, alegria e energias positivas para ajudar pessoas e o planeta a desfrutar de uma vida plena e feliz.

Minha maior realização é auxiliar pessoas e animais a alcançarem a saúde mental, emocional e física que merecem. A transformação de vidas é a essência do meu trabalho, e estou dedicada a disseminar cura, amor e crescimento, proporcionando uma jornada de descoberta e renovação para todos aqueles que cruzam o meu caminho. Acredito que todos podem alcançar um estado de harmonia, e é isso que me impulsiona a continuar, cada dia, nessa incrível jornada de cura e evolução.

Site: linktr.ee/carlamarcal_
Facebook: carlamarcalpsicoterapeuta
Instagram: @carlamarcal_
Twitter: @carlamarcal
Youtube: Carla Marçal
Youtube: Carla Marçal
E-mail: carlamarcal.psi@gmail.com