Comportamento Sem categoria

Quando você diz sim para alguém, você está dizendo não para você mesmo.

ilustração de dois empresários, cada um segurando uma placa, em uma está escrito sim e na outra está escrito não.
Rodrigo Frazzão
Escrito por Rodrigo Frazzão
É até engraçado como diversas vezes nos colocamos em segundo plano. Priorizando desejos e necessidades alheias aquém das nossas vontades; é um amigo que precisa que você faça algo para ele; um parente que se aproveita que é da família para lhe pedir favores; um colega de trabalho que coloca obrigações, que são dele, para você fazer sem nem ao menos perguntar se você está ocupado ou mesmo disponível; um vendedor aparentemente simpático que quer sugar até seu último centavo; pessoas que até mesmo você ama, mas que não estão nem um pouco preocupadas com o seu desgaste físico ou emocional, simplesmente porque você não sabe dizer NÃO. Sim, um NÃO, apenas um NÃO poderia, nesse momento, te livrar de muita coisa. E não pense que seja falta de educação ou falta de empatia, isso significa apenas que você tem prioridades, que tem amor-próprio, que sabe colocar limites em quem não sabe recebê-los. Porque dizer sim pra tudo é falta de autocompaixão, de autoestima e até de maturidade.

Se nossa vida está como está, nós temos sim uma parcela de culpa, temos culpa em aceitar esse tipo de comportamento, em deixar de lado nosso tempo, para dá-lo a alguém que só se aproveita da nossa bondade. Ensinaram-nos que era legal fazer favores, que era falta de educação recusar ajudar alguém, que era desrespeitoso não ajudar o próximo, que era feio dizer não, mas esqueceram-se de nos dizer que não podemos nos deixar de lado para priorizar o outro. Esqueceram-se de mencionar que existem sanguessugas aproveitadores, pessoas que se fazem de bondosas apenas para serem ajudadas. Esqueceram-se de dizer que falar um não é sinal de maturidade, que falar sim pra tudo é submissão e falta de autoridade consigo mesmo. Que um não abre caminhos e um sim às vezes os estreita.

Mulher dizendo não

Você também pode gostar de:

Mas ainda bem que o tempo passa e com o tempo a gente deixa de ser útil, de estar sempre à disposição, de estar sempre disponível, mas há ocasiões em que ainda nos comportamos de maneira egoísta com nosso próprio tempo, com o nosso próprio ser. Por isso devemos sempre nos olhar em profundidade para que não nos esqueçamos de colocar em primeiro plano, não de uma maneira egoica ou narcísica, mas de uma forma que nos eleve em nosso enésimo grau, para que então consigamos aproveitar o que há de melhor na vida e nas pessoas. Porque às vezes dizer não é difícil, mas lembre-se de que quando você diz sim para alguém aproveitador, está dizendo não para você mesmo. E dizer não para você mesmo é uma das maneiras mais egoístas e mesquinhas de viver seu potencial pleno e a sua vida. Mude!

mulher meditando

Sobre o autor

Rodrigo Frazzão

Rodrigo Frazzão

Desde criança sempre me fascinei pela escrita, pela leitura, pelo comportamento humano e por toda forma de manifestação de arte. Cresci em meio à pobreza, na roça, na caatinga, morava em uma casa de taipa, com poucos recursos, mas sempre muito feliz e desde essa época sempre mostrei interesse pela área da educação. Com 10 anos mudei-me para a zona rural de Petrolina, uma cidadezinha no interior de Pernambuco, onde minha família começaria a trabalhar na área de fruticultura irrigada, às margens do rio São Francisco, um paraíso.

Aqui, um pouco mais perto da cidade, fui me aprofundando na leitura, tendo contato com a escrita, com as artes e lendo mais e mais sobre a psicologia humana, o que nos molda e o que nós somos irresponsáveis, por que sofremos. Comecei a me conhecer por completo, os meus medos, meus traumas, minhas limitações. Comecei também a ler muito sobre a importância de amar a si mesmo, de se perdoar, de entender a mente, seus processos e desde então passei a me amar mais, a aceitar as pessoas como elas são, a não julgar, a querer ajudar quem precisa de um conselho, de um ombro amigo.

Aprendi que o modo como pensamos muda nossa experiência e nossa vida, então quero aos poucos ajudar as pessoas, mesmo sendo jovem, mesmo não sabendo de tudo, quero ajudá-las a mudar a forma como se enxergam, a forma como veem todos os seus problemas, todos os traumas, como veem a si mesmas. Eu aprendi que para as angústias da alma existe um alívio, um remédio, uma cura, basta apenas mudar a forma como enxergamos tudo ao nosso redor, começando por nós mesmos. Todo o meu conteúdo é livre, eu só quero ajudar você a ser cada vez melhor, mas para isso você precisa se permitir.

Em breve lançarei meu livro, falando sobre revolução do eu e por que todos nós podemos evoluir cada vez mais.

E-mail: [email protected]
Telefone: 87 99641-3093
Youtube: Rodrigo Frazzão
Facebook:
Rodrigo Frazzão

Instagram: @rodrigofrazzao