Alimentação de animais Nutrição

Alimentação natural para animais de estimação

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Todo mundo que tem um bichinho de estimação em casa já se deparou com a pergunta: “Será que posso dar algo para ele comer além de ração?”.

Com a febre dos alimentos naturais nos seres humanos, muitos donos estão submetendo seus bichos a esse mesmo tipo de alimentação. Essa nova prática tem a ver com a nova tendência em buscar a essência dos cães e gatos, dando a eles alimentos parecidos com os que eles eram acostumados a comer quando eram soltos na natureza.

Apesar de ser um estilo de alimentação muito benéfico para os bichinhos,  a atenção com os alimentos que vão ser oferecidos a eles deve ser redobrada e acompanhada por um profissional capacitado. Além de ficar atento com a procedência dos alimentos, é preciso tomar cuidado, pois certos animais tem algumas necessidades de vitaminas e substâncias difíceis de se encontrar nos alimentos de hoje em dia.

shutterstock_198124685

A alimentação natural dos bichinhos consiste em alguns tipos diferentes. Veja alguns deles:

Crua com ossos

Esse tipo é bem arriscado, já que ao se alimentar de carnes com ossos, existe o risco de alguma lasca do osso ferir o trato digestivo do animalzinho. Ao mesmo tempo, o consumo do osso é bom, pois é uma excelente fonte de cálcio. Outro perigo é a contaminação por carne crua, como infecção e a disseminação de doenças.

Crua sem ossos

A comida quando não é cozida preserva alguns itens da sua estrutura, como proteínas e vitaminas. Esse é um dos benefícios de alimentar os bichinhos com carne crua, mas existe o risco de contaminação da carne por falta de higiene.

Cozida

A alimentação com comida cozida só facilita a vida no quesito do manuseio, já que ao cozinhar um alimento, ele perde boa parte dos seus nutrientes.

Agora que você já sabe que seu animalzinho pode comer comida natural, é hora de descobrir o que ele não pode “colocar para dentro” de jeito nenhum:

Chocolate: pelo fato do cacau possuir um ingrediente que o organismo animal não consegue metabolizar, esse doce não é bem vindo ao estômago do seu bichinho.

Açúcar em geral: os gatos e cães não possuem uma capacidade digestiva muito ampla para os açúcares. O consumo de alimentos desse tipo pode gerar transtornos digestivos muito graves e até fatais aos nossos bichinhos.

Uva: por possuir alta concentração de açúcar, essa fruta não é nenhum pouco bem-vinda na alimentação natural do seu bichinho.

Se você se interessou pelo tema e quer aderir à alimentação saudável para seu bichinho, opte sempre por alimentos naturais, orgânicos e fique longe do açúcar.

Lembre-se sempre que consultar um profissional capacitado da área é a melhor opção.

  • Escrito por Marcela Cappato da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]