Blog do Editor

Às vezes, precisa virar para dar certo!

habilidades
Silvia Jara
Escrito por Silvia Jara

A busca pela inovação da educação

No último sábado de setembro, dia 29, eu e Mônica tivemos a grata satisfação de participar da 1ª Virada Pedagógica em São Paulo, evento organizado pelos nossos queridos colunistas: Anna Maria Oliveira e Antônio Carlos Antunes.

habilidades

A ideia do evento surgiu da necessidade de se debater sobre os rumos da Educação. Várias oficinas aconteceram concomitantemente e possibilitaram aos presentes participar de interessantes palestras, oficinas e debates sobre temas diversos, que abordaram desde a importância de se valorizar as habilidades para o bem-estar emocional, colocando-as em prática, até as oficinas de dança e yoga.

Pudemos acompanhar a palestra de Antônio Carlos Antunes sobre “Habilidades para a Vida e Bem-estar Emocional”, uma oportunidade de acompanhar na prática que quando estamos inteiros naquilo que estamos fazendo, quando estamos despertos para cada oportunidade, somos capazes de colocar os nossos talentos ao serviço de todos e obter uma comunhão perfeita com as pessoas. A partir daí, podemos transformar e fazer a diferença na vida das pessoas.

Ouvir relatos de professores que, usando os seus talentos e as suas habilidades sociais, puderam estabelecer novos contatos com os alunos, estabelecer uma comunicação produtiva. Foi emocionante acompanhar pessoas que se sentiam tímidas, retraídas e cheias de problemas, pessoas conseguirem se colocar e, principalmente, colocar os seus sentimentos diante de um grupo aberto e pronto para escutar e acolher.

habilidades

Pudemos também perceber que, de fato, coincidências não existem

Vários participantes conseguiram se dar conta de que a atividade que desempenham hoje está diretamente relacionada àquelas habilidades que lhes fizeram falta em algum momento de suas vidas. Por exemplo, trabalhar com adolescentes e crianças, que pouco permitem o acesso do professor, buscando suportar as suas necessidades, parece ter sido o desafio escolhido de uma professora que por várias vezes não se sentiu acolhida em suas necessidades durante sua vida.

Tudo isso só nos mostra que quando há envolvimento e, principalmente, amor naquilo que se propõe a fazer, não há porquê não termos sucesso.

Parabéns, Antônio Carlos! Parabéns, Anna Maria Oliveira! E que venha a 2ª Virada Pedagógica.


Você também pode gostar de outros textos da autora: E eu lá sabia o que era Eneagrama?

Sobre o autor

Silvia Jara

Silvia Jara

Depois dos dois primeiros anos do Eu Sem Fronteiras, resolvemos atualizar nossas informações e isso foi um belo exercício de reflexão!
Nosso propósito sempre foi ajudar as pessoas na busca do autoconhecimento e eu, pessoalmente, não fiquei isenta disso.

Contato:
[email protected]

Em meu perfil anterior disse: “olhando para trás percebo que, em minha vida, as coisas sempre aconteceram de maneira fluida, sem muito planejamento, embora tenha verdadeira admiração pelo planejamento ‘das coisas'”. Hoje entendo que foi o foco no presente que me fez seguir o fluxo da vida em muitos momentos, sem me preocupar com o ontem ou com o amanhã. As coisas caminharam como deveriam ser.

Minha paixão pela publicidade se transformou na paixão por pessoas, comportamentos, sentimentos, atitudes e, principalmente, na capacidade e necessidade do ser humano de se comunicar, compartilhar e crescer. Minha formação acadêmica em Publicidade não mudou, mas minha formação humana tem sofrido diversas e importantes mudanças no sentido de compreender que sozinhos não chegaremos longe. Somos um sistema e como tal, precisamos uns dos outros.

Minha capacidade analítica e observadora, aplicada à Pesquisa Qualitativa de Mercado que, até então, me serviu para compreender o comportamento de consumo das pessoas e grupos, agora parece muito mais voltada a me compreender, a olhar para dentro de mim e buscar minha essência verdadeira. É praticamente impossível ficar ilesa, isolada e desconsiderar tantas informações e conteúdos com os quais lidamos no dia a dia de nossa redação.

Hoje entendo que o trabalho em áreas comerciais, marketing de empresas, agências de publicidade e a atuação em pesquisa de mercado estavam me preparando para esse mergulho no autoconhecimento. Nada é coincidência!

A curiosidade pelo mundo espiritual, pela meditação, pela metafísica, pela energia vital está se transformando em novos conhecimentos e práticas: Reiki, Apometria, Constelação Familiar, Thetahealing, PNL, EFT, Florais e tantas outras técnicas. Sigo acreditando que o questionamento, a busca de informação e a vivência me levarão a conhecer minha missão de vida, meus caminhos e minha plenitude.

Trabalhando no Eu Sem Fronteiras desde 2014, tenho aprendido muitas coisas, vivenciado outras tantas e não sei onde isso chegará! O que me importa é continuar nessa busca. É um caminho sem volta no qual o grande objetivo é aceitarmos que somos sujeitos de nossa própria vida, os únicos capazes de transformá-la.

Grande abraço e muita luz!