Energia em Equilíbrio Yoga

O que é Yoga

Pedro Kupfer
Escrito por Pedro Kupfer
Definir o que é Yoga é trabalhoso. Sempre se tem a sensação de que algo fica faltando. A simplicidade destas 4 letras, no entanto, significa muito mais coisas, porém, o Yoga, no fim, é sempre mais do que se pode explicar.

Tentar separar Yoga entre arte ou ciência, exercício ou técnica, doutrina ou religião, estilo de vida ou cultura, é inevitável para muitas pessoas, porém, o Yoga surge como uma ideia do ser humano e do seu papel na ordem das coisas, levando-o para um caminho de crescimento pessoal e de compreensão interna.

Segundo o dicionário sânscrito uma possível tradução da palavra Yoga é União, mas igualmente pode significar Aplicação, sendo assim, o meio e o fim, ao mesmo tempo.

Para entender esta mensagem basta compreender que tudo o que fazemos na vida são meios para obter coisas. O que se faz agora é um fim para outra coisa. E o que será feito a seguir, é um meio para realizar uma terceira coisa. E assim, sucessivamente.

No entanto, deve haver algo que seja um fim em si mesmo, que não seja o meio de nada. Para quem pratica o Yoga, a liberdade é esse objetivo.

Também no dicionário sânscrito, a palavra liberdade se diz moksa, ou seja, libertar-se completamente de condicionamentos, crenças, obstáculos e assim, alcançar a plenitude e a felicidade.

Yoga é a perfeição em ação. Neste sentido, encaramos um paradoxo: o que de fato é a perfeição? O que se diz perfeição na ação não deve ser tomado no sentido de fazer uma ação perfeita nos mínimos detalhes de sua execução para um yogi, mas sim em fazer suas ações fluírem em harmonia com o dharma, ou seja, com o bem comum, e desta forma, saber que temos o privilégio de escolher como, quando e onde agir, mas que não existe maneira de controlar ou escolher os resultados de nossas ações.

Desta forma, entende-se que perfeição é viver com consciência, porém, ao mesmo tempo, deve-se ter cuidado para não tornar a perfeição uma obsessão.

No entanto, a Yoga não está apenas no plano das idéias, nem muito menos se restringe a uma série de exercícios. Não são necessários conhecimentos técnicos para poder realizar sua prática, pois mesmo os atos do dia a dia como trabalhar e educar os filhos, são partes do Yoga.

10943702_906422582711467_7630840208857596726_o

A única regra do jogo é permanecer consciente de cada ato feito, em todos os momentos. E assim, o Yoga é para ser vivido diariamente, em todos os nossos atos, de maneira atenta e consciente. A partir disto, vem o amadurecimento emocional, que é a essência do Yoga.

Desta forma, o Yoga apresenta-se como uma prática universal. Não só para doentes e idosos, mas também para jovens e sadios. O Yoga é para todos os seres humanos. Para tanto, a prática pretende atingir a autocompreensão, o encontro de onde pertencemos no mundo, num plano maior.

Depois de disciplina e paciência na prática, o Yoga retribui com o respeito por todo o tipo de criação. Seu caminho é radical, mas é para todos e nos leva, principalmente, a felicidade que já possuíamos.


Boas práticas. Namaste!

Sobre o autor

Pedro Kupfer

Pedro Kupfer

Pedro vive de vegetais, praia e surf. É casado com Ângela Sundari, com quem viaja com frequência para surfar, estudar, ensinar e compartilhar momentos bons com os seres humanos, plantas e animais deste belo planeta. Ensina Yoga há 30 anos. Move-se entre Portugal, Brasil, Índia, Indonésia e Chile, lugares que ama por diferentes motivos, sendo o mais importante de todos, as pessoas que conhece neles.

Oṁ Gaṁ Gaṇapataye namaḥ!

Site: www.yoga.pro.br
Facebook: http://www.facebook.com/pedrokupfer
SoundCloud: http://www.soundcloud.com/pedrokupfer