Convivendo

Brechós: a moda que está pegando

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Faz um tempo que os brechós deixaram de ser vistos como espaços de roupas usadas e fora de moda. Hoje, mais do que nunca, eles estão em alta. Essa mudança pode ser consequência de alguns fatores, como a conscientização de um consumo menos exagerado, o aumento de feiras de troca solidária ou até mesmo uma forma de mudar o estilo sem gastar muito e garimpando peças autênticas.

Realmente, o brechó está com tudo e não é à toa. Além de ser considerado uma opção sustentável, pois há o reaproveitamento das peças, ele também se torna uma boa opção em momentos de crise, em que famílias não querem gastar tanto com roupa.

Moda consciente, mas com calma

Sim, é possível conseguir verdadeiros achados nos brechós. Hoje, eles estão mais modernos, alguns apresentam apenas peças de grife por um preço mais em conta, e se tornaram os queridinhos de muitas pessoas.

Mas é preciso ir com calma. Como é possível encontrar peças baratas, também é necessário cuidado para não exagerar e acabar comprando roupas que você não vai usar. A pergunta que deve ser feita tanto para quem frequenta brechós, como para quem compra no varejo é: “Realmente eu necessito desta peça?”

Famosas também aderem aos brechós

Lady's denim shorts and accessories. Woman's clothing on old floor. Small accessories with denim garments. Simple classic clothes and bracelets.

Esqueça aquele velho pensamento que brechó é somente para quem não tem condição de comprar. Há muitas famosas indo a esses locais, ou que são completamente apaixonadas por eles.

Um exemplo são as atrizes Maria Flor, Thaila Ayala, Fernanda Lima, Preta Gil e Julia Roberts, que adoram garimpar peças em brechós. Seja aqui no Brasil, ou em outros países é possível encontrar bons brechós que ofertam peças clássicas – ou não – e com um preço acessível.

O que observar na hora de comprar no brechó

Se você ainda não comprou em brechó e tem interesse, acredite que vale a pena. Mas tudo vai depender do local que frequentar. Você poderá encontrar peças com defeitos, que não necessariamente precisam ser usadas em eventos, pode ser em casa.

Cuidado para não comprar em exagero. Algumas vezes, você poderá não encontrar as peças que estava procurando, por isso, é necessário paciência.

Um próprio estilo

Estar na moda vai depender muito do estilo de cada um. Você pode fazer o seu. O mundo fashion muda a cada seis meses e acompanhar este estilo não é para qualquer um. Nem por isso, quer dizer que você não está na moda, já que a moda é você quem faz.

Optando por brechós, você vai compreender aos poucos como funciona os seus interesses, o que você gosta de usar, o que fica bem no seu corpo. Nem sempre o que está bonito nas modelos ficará bem em você, e com brechós, você pode experimentar várias peças e se apaixonar por um novo estilo.

O mais legal de tudo é ver este ciclo ocorrendo. Seja pela conscientização ou por outro motivo, os brechós serão sempre um bom investimento. Não tenha dúvida e se renda a esse hábito que está com tudo, e que não deve sair da moda tão cedo. E aí leitores, alguma indicação de brechó?


Texto escrito por Angélica Weise da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]