Convivendo

Ciência e Cultura. Existe uma relação?

Pessoas reunidas na mesa com copos de chá, cadernos e notebook
Startup Stock Photos/Pexels
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Existem duas palavras que usamos com frequência desde a época da escola, mas é bem provável que o real sentido de cada uma delas tenha se perdido com o tempo. Então, se você tivesse que explicar o que é “ciência” e o que é “cultura”, poderia se atrapalhar um pouco, ou imaginar que não existe uma definição exata para esses dois termos.

Para começarmos a nos aprofundar nessas duas ideias, vamos verificar qual é a definição mais conhecida de cada uma. Existem muitas maneiras de explicar o que é “cultura”, mas a principal delas, utilizada pela Antropologia, é a do inglês Edward Tylor, que diz que cultura é “todo aquele complexo que inclui o conhecimento, as crenças, a arte, a moral, a lei, os costumes e todos os outros hábitos e capacidades adquiridos pelo homem como membro de uma sociedade”.

Por outro lado, a definição de “ciência” é bem mais simples, embora o conceito que ela carrega se aplique a múltiplas áreas do conhecimento. Segundo o Dicionário Oxford, trata-se de um “conhecimento atento e aprofundado de algo”. Porém, ao analisar a interpretação de ciência a partir da Filosofia, obtém-se a seguinte reflexão: “Conhecimento que, em constante interrogação de seu método, suas origens e seus fins, obedece a princípios válidos e rigorosos, almejando coerência interna e sistematicidade”.

Observando essas duas definições, é possível identificar algumas relações entre ciência e cultura. A primeira delas é que a ciência, entendida como um conhecimento, está inserida na cultura. As duas são interdependentes, existem em todas as civilizações e estão sempre mudando, mas não se referem às mesmas coisas.

Livros um ao lado do outro
Dom J/Pexels

Enquanto a cultura é um conjunto amplo que define uma sociedade, a ciência é uma das partes que a integra, não sendo o único fator que traduz um povo. A primeira apresenta comportamentos, pensamentos e manifestações de uma comunidade, já a segunda inclui todo o conhecimento que é possível organizar e entender de forma aprofundada. Sendo assim, a cultura pode ser menos estruturada que a ciência, que deve ter padrões na apresentação de seus conceitos, para ser aplicada em qualquer cultura.

Para que a relação entre cultura e ciência fique mais evidente, pense no seguinte exemplo: em uma sociedade imaginária, as pessoas se cumprimentam todas as manhãs, comem maçãs durante o dia, dançam ao entardecer e dormem no chão. Todos esses hábitos e costumes compõem a cultura dessa sociedade. E em que está a ciência?

A ciência desse povo é o motivo pelo qual ele realiza essas atividades. Suponha que lhes foi ensinado que se cumprimentar, comer maçãs, dançar e dormir no chão são atividades que favorecem o desenvolvimento do cérebro. Eles têm em mãos uma série de estudos comprovando a importância de tudo isso para o corpo humano. Se outra sociedade quisesse entender melhor o assunto, poderia acessar esse material e tirar todas as suas dúvidas.

Homem e mulher sentados no sofá sorrindo
Ekaterina Bolovtsova/Pexels

A partir desse exemplo simples, o que se observa é que a ciência trabalha a favor da cultura, e que uma é essencial para entender a outra. A ciência não é só o conhecimento científico obtido em testes de laboratório, mas todo o conjunto de ideias que pode ser estruturado e comprovado. A cultura engloba esse fator e muitos outros, sendo o que define a identidade de um povo.

Você também pode gostar

Dessa forma, precisamos estimular a transformação da cultura e o desenvolvimento da ciência, para que uma sociedade seja capaz de transmitir o que já aprendeu, desenvolvendo um sistema elaborado e aprofundado de tudo aquilo que ela pode ensinar a outros povos. A cultura é formada a partir da ciência, assim como a ciência é formada a partir da cultura. Reflita sobre isso e veja qual é a sua cultura e qual é a ciência que você mais domina!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]