Filosofia

Como a filosofia pode nos ajudar no nosso cotidiano?

Filosofia. Aquela matéria da escola que muitos insistiam em não prestar atenção. O professor falava por horas e horas sobre pensadores que remontam à Grécia Antiga, os quais questionavam deuses, a vida e a própria existência. Caverna de Platão, “conhece-te a ti mesmo”, o barril de Diógenes… O que é que isso tem a ver com você?

Naquela época, talvez ainda não fizesse sentido. Mas a filosofia vai muito além de grandes reflexões sobre a efemeridade da nossa passagem na Terra. No dia a dia, ela também pode ser muito útil.

Isso mesmo. Você usa a filosofia na hora de comprar pão, fazer um post na sua rede social ou se relacionar com um amigo. E é ela quem te ajuda a tomar as melhores decisões em todas as ocasiões. Como assim? Continue a leitura!

Para que serve a filosofia na vida do ser humano?

Como o(a) seu/sua professor(a) explicou, estima-se que a filosofia surgiu há aproximadamente 3.000 anos, na Grécia Antiga, local por onde passaram grandes pensadores, como Sócrates, Platão, Aristóteles, Pitágoras, Tales de Mileto e vários outros.

É difícil responder o que é a filosofia, já que, em sua essência, ela representa o pensamento responsável por questionar tudo a todo momento. O objetivo é estimular a reflexão em um ciclo contínuo, levantando novos problemas e novas questões em todas as áreas do conhecimento.

Sendo assim, ela serve para questionar qualquer coisa, inclusive si mesma, por meio de uma atitude crítica e reflexiva. É, simplesmente, a busca por conhecimento que move o ser humano.

Homem sentado em uma cadeira com páginas de livros voando em volta dele.
Dmitry Ratushny / Unsplash

Como consequência, a filosofia ajuda na criação de conceitos que serão muito importantes para outras áreas, como a ciência. As bases metodológicas que sustentam as descobertas científicas vieram da filosofia, tendo em vista que ela é a raiz de muitos conhecimentos e antecipa problemas a serem desenvolvidos.

Além disso, é ela quem guia os conceitos de ética e política em nossa sociedade. Somos seres sociais e, por isso, precisamos estabelecer relações que contribuam para o bem comum e para a justiça. Foi usando a filosofia, por exemplo, que construímos o Estado e a democracia.

Dessa forma, ela tem enorme impacto no nosso dia a dia, ajudando-nos a refletir sobre as coisas mais banais da nossa realidade. O importante é que nada se torne automático, porque refletir conscientemente sobre suas decisões é uma forma de praticar a filosofia. Porém, nos últimos tempos, temos perdido essa capacidade, conforme explicarei a seguir.

Como a filosofia pode nos ajudar a pensar melhor?

Se pararmos para pensar, vários dos paradigmas que assombravam a humanidade por séculos foram desconstruídos pela ação da filosofia. Questões ligadas aos movimentos sociais, às leis da física e até algumas invenções só foram possíveis por causa da evolução do conhecimento.

É como se a filosofia abrisse as portas para diferentes áreas pensarem em novas e infinitas possibilidades. Uma cadeia sem limites de descobertas, teorias e hipóteses. Com ela, podemos refletir sobre a cultura, a natureza, a espiritualidade, a estética, a política, as relações sociais, enfim. Literalmente sobre tudo.

Como eu disse lá no início, a filosofia está presente em todas as nossas ações e comportamentos. Mas para atingirmos esse nível de pensamento crítico, precisamos do chamado ócio. O que é isso? É o tempo livre para não fazer absolutamente nada.

Homem com semblante pensativo.
Zulmaury Saavedra / Unsplash

Pense bem. Na sua rotina corrida, em que você acorda cedo, prepara o café da manhã, corre para o trabalho, muitas vezes sai mais tarde a pedido do chefe, se vira nos 30 para conseguir fazer algum curso, chega em casa e tem que cuidar das crianças, dar comida pro cachorro, vai dormir tarde, mas não sem antes dar aquela conferida nas redes sociais… Tudo isso sem deixar de lado a rotina de atividades físicas, leituras, lazer etc. Em que momento da sua vida você é capaz de parar para “filosofar”?

Pois é. A ausência do ócio faz com que a gente viva de forma automática, sem questionar ou refletir sobre o mundo ao nosso redor. E é aí que surge a intolerância, a ignorância, as tendências totalitaristas, entre outras situações que limitam o livre pensar e nos relegam à angústia.

Com tantos compromissos, como usar a filosofia no nosso dia a dia? Como ela pode nos ajudar nas decisões mais rotineiras? Descubra abaixo!

Exemplos práticos que mostram que a filosofia nos ajuda no cotidiano

Existem inúmeras situações que podem ser facilitadas pelo uso da filosofia. Vamos mostrar quatro delas!

Como fazer a minha solidariedade chegar a mais pessoas?

O mês chegou ao fim e sobrou um dinheirinho na conta. Em vez de gastar com qualquer bobagem, você resolveu doar essa quantia para uma instituição voluntária.

Que critérios você usa para decidir o destino da doação? É a ONG que você conhece no Instagram? Aquela que fica mais perto da sua casa? A mais conhecida pelas propagandas na TV? Ou a que está recebendo donativos para o desastre que acometeu a cidade vizinha?

Qual das suas opções poderá beneficiar mais gente? Ponderar a quantidade de pessoas alcançadas, a ação de cada instituição e a maneira como elas atuam é uma forma de utilizar a filosofia a seu favor — e em benefício dos outros também!

Devo me posicionar nas redes sociais?

Se você acessa com frequência as suas redes sociais, já deve ter percebido que diariamente, sem exceção, há uma polêmica movimentando as postagens dos usuários. De vez em quando, é alguém sendo cancelado. Por vezes, uma discussão inútil sobre um assunto banal. Mas todas as vezes, marcado por milhares de posts destilando ódio, deboche e irritação.

Se o seu post vai fazer muita diferença naquela onda de indignação, eu não sei. Mas se todos pensarem desse jeito, o maremoto com certeza será muito maior.

A filosofia é o campo do conhecimento que levanta justamente essa questão: como somos responsáveis pela dor que infligimos ao outro? E qual é o impacto disso quando agimos em conjunto? Pare e reflita.

Em quem eu voto nas próximas eleições?

O questionamento é o mesmo durante as eleições. Um único voto pode parecer pouco, mas junto a vários outros é suficiente para colocar um candidato no poder. E então, como você vai escolher a melhor opção para o modelo de sociedade que quer no futuro?

É preciso analisar se a pessoa ou o partido em quem você vai votar estão de acordo com os seus ideais de justiça social, liberdade de expressão, igualdade econômica, entre outros fatores que considerar importantes.

Existem diversas linhas da filosofia que abordam justamente a escolha dos representantes de uma sociedade. Pesquise e saiba qual combina mais com o seu jeito de pensar. Talvez ela possa ajudar nessa decisão tão importante.

Como lidar com a morte?

Nos últimos anos, tivemos que encarar a morte de uma forma muito mais presente e intensa. A pandemia modificou a forma com que enxergamos o fim da vida, mas a preocupação com o que nos espera depois da morte já é uma questão filosófica há séculos.

Você também pode gostar

A imortalidade, a luz no fim do túnel, a próxima vida… Tudo isso são apenas hipóteses para explicar o momento, mas que só saberemos com certeza quando acontecer. Talvez nem assim. Porém pensar sobre isso serve para nos lembrar de aproveitar enquanto é tempo e expandir os nossos questionamentos com essa bela ferramenta que é a filosofia.

Agora que você já entendeu como ela pode ajudar no seu dia a dia, separe um tempo para o ócio. Em um final de semana tranquilo, estimule a sua consciência. Reflita sobre a vida, a morte, a sua existência e a existência do outro. Use os conhecimentos filosóficos nas compras do supermercado ou nas interações nas redes sociais. Afinal, tantos anos de teorias acumuladas com certeza vão te ajudar a agir tanto frente aos assuntos mais profundos quanto frente às situações mais banais.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br