Convivendo

Como que um líder pode gerenciar conflitos de gerações

Dois homens de diferentes idades remando o mesmo barco para lados difentes
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O mundo está em constante mudança. As diferenças mais nítidas entre a forma como o mundo era antes e como será estão entre as gerações de pessoas. A forma como pensam e como trabalham são reflexos dessas mudanças que acontecem no mundo e se destacam quando uma faixa etária entra em contato com outra. Atualmente, é possível falar em três gerações principais, com ideias bem definidas. São as gerações baby boomers, X e Y. Para compreender as discordâncias que podem acontecer entre elas é preciso, primeiramente, conhecer as particularidades de cada uma.

Baby Boomers

Baby Boomers

Os baby boomers, que são as pessoas nascidas entre 1940 e 1960, trazem valores e conceitos de uma educação de muita rigidez e disciplina, com pouco respeito às liberdades individuais. Ao mesmo tempo, é essa rigidez que permite que os profissionais dessa faixa etária sejam comprometidos com o local onde trabalham e dispostos a prosperar. O trabalho é a prioridade para eles, tendo resultados como foco, valorizando status e poder e associando liderança a controle.

Geração X

A geração X, formada pelas pessoas nascidas entre 1960 e 1980, cresceram junto a movimentos sociais que tinham como objetivo alterar o que foi definido antes e durante a geração que os antecedeu. Por conta disso, ainda que a estabilidade financeira seja um desejo da geração X, é mais importante buscar o trabalho por meios inovadores, como o empreendedorismo. Essa geração valoriza o emprego e teme perder espaço para a geração Y, mas segue os princípios da empresa e se mostra comprometida com o trabalho.

Geração Y

A geração Y, constituída pelas pessoas nascidas entre 1980 e 2000, desenvolveram-se em meio ao avanço tecnológico. O trabalho não é mais a única fonte de satisfação pessoal. Prevalece o desejo de alcançar o equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal. Se mostram dispostos a inovar, a apresentar suas ideias e a se arriscar, sem o receio de perderem status ou emprego. É essencial para elas que o trabalho tenha horários e regras flexíveis.

A partir disso, compreende-se que os momentos em que cada geração se desenvolveu e conheceu o mundo são distintos. Muitas vezes, as pessoas encontram dificuldades em compreender essa diferença e acabam entrando em conflito, porque esperam que, mesmo com faixas etárias diferentes, todos ajam como elas. Uma pessoa que irá liderar idosos, adultos e jovens precisa compreender as possíveis divergências entre as gerações e então resolvê-las.

O primeiro ponto a entender é a forma de liderar. Enquanto a geração Y prefere uma liderança que aponte os problemas de forma detalhada, os baby boomers não gostam disso, por se sentirem inferiorizados de alguma forma. Outro ponto importante é o trabalho em equipe. Para os baby boomers e para a geração Y, é necessário ter uma equipe que dê suporte e trabalhe em harmonia. A geração X, por outro lado, prefere trabalhar sozinha. Em relação ao potencial criativo, a geração de baby boomers tem mais capacidade para ensinar, enquanto a geração Y pode encontrar as saídas criativas para os problemas. No que diz respeito à adaptação, a flexibilidade é uma característica valorizada pelas gerações X e Y, enquanto os baby boomers preferem realizar treinamentos antes de agir.

Conhecendo essas características de cada geração, é possível estabelecer diálogos entre elas e escolher as melhores tarefas para cada tipo de funcionário. Dessa forma, será possível gerenciar as dificuldades e os conflitos entre as pessoas e, assim, guiá-las para algo que lhes traga satisfação e realização profissional, em um ambiente harmônico.


Você também pode gostar de outros artigos desse autor. Acesse: Como descobrir seu propósito

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]