Convivendo

Seja grato à mãe natureza

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Nossa jornada neste plano terrestre é cheia de mistérios e enigmas que dificilmente conseguimos compreender com clareza e nitidez. De onde viemos? Quem somos? Aonde vamos? Esses pontos de interrogação talvez sejam o que nos faz seguir em frente, nos impulsionando a continuar nosso caminho cheio de derrapadas, tropeços, lágrimas, obstáculos e dificuldades. Mesmo em meio a tudo isso é possível encontrar descanso e repouso no fluir do Universo.

A concepção de Deus é algo muito subjetivo e construído de acordo com crenças, culturas, costumes e parte de uma história contada a nós há milhares de anos. Cada um tem o direito de acreditar naquilo que sente como verdadeiro e sensato. A peregrinação em torno desse fato é contínua e árdua. Mas será que a ideia de alcançar a plenitude em um lugar abarrotado de gente, em que o tempo não para, onde pessoas correm com medo de chegar atrasadas, vivem conectadas em seus celulares e no mesmo instante estão desconexas entre si, é aceitável? Nesse questionamento sem fim, o Universo em sua riqueza fornece gratuitamente ferramentas extraordinárias aos seres que buscam uma conexão maior com a imensidão do Cosmo.

Reorganize em sua cabeça a concepção do que representa a grandeza; tudo o que nos foi dado é divino e perfeito. Quando nos deparamos com a vastidão de espécies de animais, de tipos de frutas, etnias, culturas, idiomas e almas diferentes andando pelo o mundo, a certeza de que a natureza é sublime e milagrosa nos coloca de volta ao nosso posto de meros admiradores de sua arte.

Somos todos um, conectados em um mesmo fio que dá liga a esse emaranhado de sentimentos e aprendizados diversos. Pensar como indivíduo uno traz limitação ao potencial gigantesco que possuímos em transformar os rumos que a Terra está tomando. Catástrofes ambientais, violência, corrupção, desigualdade social e depressão são apenas alguns exemplos tristes das tragédias noticiadas diariamente nos jornais, e todas difundem essa noção errada que faz a humanidade acreditar naquele velho ditado que diz que é cada um por si. A falta de consciência é o combustível em alta na condução deste maquinário frívolo e imprudente em que estamos sendo guiados. O despertar coletivo, mesmo que trabalhoso, é o remédio para que haja uma mudança.

As leis universais são preceitos que se interligam entre si, dando vasão ao fato de que tudo no Universo é movimentado por meio de energia, o que isso vale tanto para a vida humana quanto para o funcionamento do que ocorre no espaço. Se você espalha o bem, não há como colher o oposto disso. É quase como um resultado matemático. E qual é o sentido disso tudo até agora?, você pode se perguntar. E a resposta é bem simples: gratidão.

Ser grato é uma das armas mais poderosas que você pode ter em mãos quando o assunto é a cocriação de uma vida mais abundante e feliz. Muitos reclamam por não ter dinheiro suficiente, roupas ou calçados novos, um aparelho eletrônico atualizado e uma porção de futilidades descartáveis. Reclamar se tornou um hábito carregado de perigo, já que tudo aquilo que expressamos nos é dado como retorno. Portanto vigie suas palavras, seus pensamentos, e agradeça por ter o que comer, por viver em uma casa que dê a possibilidade de descansar, por vestir roupas confortáveis. Agradeça pelos bons amigos que tem e pela capacidade de conseguir ganhar algum dinheiro, por ser saudável e forte. Se concentrar no que não se tem é um meio de garantir a escassez do que se deseja. Lembre-se disso!

Aprecie com carinho o nascer do Sol, o brilho da Lua, as ondas do mar, a queda de uma cachoeira, o canto dos pássaros. Seja grato por tudo e receba de volta a paz, a luz e o equilíbrio que te trarão um melhor entendimento sobre o seu papel aqui. Se banhe e se abasteça da mais pura energia. Gratifique-se e compense a sua existência de maneira íntegra, com apreço e amor.


Escrito por Juliana Alves da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]