Autoconhecimento

Como você trata as outras pessoas?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

É claro que essa pergunta não se dirige ao tratamento que você tem com as pessoas que estão socialmente ou profissionalmente acima de você, como o seu chefe, por exemplo. O questionamento é em relação ao seu tratamento com as pessoas que estão em cargos mais simples, como um garçom, por exemplo. Como você os trata?

A forma que você verdadeiramente trata as pessoas que estão hierarquicamente abaixo da sua posição revela muito sobre a sua personalidade. E a palavra “verdadeiramente” não foi colocada por acaso na oração anterior.

Afinal, muitas pessoas conseguem perceber o momento de serem educadas e polidas por estarem sendo observadas por determinadas companhias. Logo, você deve responder: caso esteja sozinho com um garçom ou uma garçonete, como você trataria essa pessoa?

Esse questionamento é muito importante, porque é possível descobrir a personalidade, o caráter e os valores de alguém a partir de seu comportamento, principalmente em momentos simples como este, nos quais muito é revelado.

Alguém que maltrata um garçom e o julga por estar nessa posição social, muito provavelmente, faz isso com todas as outras pessoas também, mas ele apenas expõe sua opinião quando se sente seguro por estar “amparado” por seu posicionamento social. Mas, o fato de julgar não é o pior. Afinal, o que pode ser pior do que considerar um ser humano inferior a você somente porque ele tem uma posição social que não é considerada de grande prestígio?  

Tudo isso leva a uma sucessão de ações grotescas, como falar sem educação, não olhar nos olhos quando fala (é a famosa situação do nariz empinado), obrigar a fazer coisas que não são de fato obrigações, achar que está sempre correto, não ouvir os outros, ser intransigente, agressivo e tantas outras coisas.

Smiling waiter serving a coffee to a customer at the coffee shop

Além disso, quando você é ruim com alguém “inferior” socialmente, também mostra que não é um bom profissional. Afinal, hoje em dia, uma das características mais importantes para um funcionário é saber trabalhar em equipe. Ou, do outro lado, um dos aspectos mais valiosos (ou talvez o mais valioso de todos) para ser um bom chefe é saber liderar. Como uma pessoa que maltrata e julga os outros pode trabalhar bem em equipe, ou liderar uma?

O propósito deste artigo não é fazer com que você ache que seja necessário ser excessivamente carinhoso com os garçons. É, no entanto, passar a mensagem que, no mundo, somos todos iguais e temos os mesmos valores. Por isso, não importa a situação, devemos respeitar uns aos outros.

E então, como você trata o garçom?


  • Escrito por Giovanna Frugis da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]