Autoconhecimento Convivendo

Conexão dos sentidos

Karla Galvão Bueno
Escrito por Karla Galvão Bueno
Ao abrir os olhos, a vida nos impulsiona, nos guiando para o sentir. A dádiva de poder vivenciar cores, formas e contextos por meio da visão é o que vai determinar nossas escolhas entre bom e mau, certo e errado, preto e branco, fechado e aberto. A visão é a janela da nossa alma para o mundo, é a oportunidade de contarmos e de fazermos a nossa própria história de vida. Mas se fecharmos os olhos e mergulharmos nossa atenção ao redor, vamos poder ouvir o pulsar da Terra, o pulsar dentro de nós, o pulsar fora de nós… Tudo emite som. O som é o alerta das coisas boas e ruins, é o mensageiro da alegria e da tristeza. É ele que ressoa no ar, na água e dentro de nós. Por meio do som (música), o mundo fica interligado numa mesma intenção e pensamento. O som é poderoso e infinito.

Sobre o sentir… sentimos o tempo todo. Muitas vezes não queremos sentir, mas já foi. O gosto nos remete às lembranças do passado, lembranças de uma infância pura. O registro de um gosto doce ou salgado te levará sempre àquele lugar especial. Uma comida favorita, um vinho adormecido, o sabor de um beijo. E como se toca a alma? Imprimir nosso toque na vida, demonstrar nossa força, nossas ações, nossa urgência de sermos felizes… O vento, quando toca nosso rosto, faz aquele acalanto gostoso, acalma nossos poros e limpa nossa mente e nosso coração para o outro dia que está por vir. Os sentidos englobam as pequeninas coisas da vida, nos tornam mais atentos, mais sensoriais, mais responsáveis por nossas atitudes e quereres. É como se tudo ao redor começasse a se apresentar de um jeito novo, pois somente no sentir adquirimos leveza.

Somos presenteados a todo instante com essa base de sentidos. O que nos faz renegar uma delas muitas vezes é o nosso medo, nosso receio, nosso talvez… Porque tudo faz sentido naturalmente! Sentir dói, sentir mostra a realidade da vida sem rodeios. Você já deixou seus sentidos agirem naturalmente dentro de você? Experimente ouvir a voz do seu coração, ver a vida se reinventando, toque a água límpida por alguns segundos e depois beba dessa água. Cure os males que você plantou por todos esses anos de vida. Só você pode se regenerar, se aceitar e renascer. Fez sentido pra você?

Você também pode gostar de:

Sobre o autor

Karla Galvão Bueno

Karla Galvão Bueno

Karla Galvão Bueno é graduada em administração de empresas, pela Universidade Tuiuti do Paraná-PR, relações internacionais, pelo Centro Universitário Bennett, e MBA em negócios internacionais, pela FGV-RJ. É terapeuta alternativa há mais de dois anos. Sua formação como terapeuta: cristaloterapia, barras de access, toque terapêutico, método Cristalys, Oráculo Anjos Cristalys, meditação guiada, yoga restaurativa, shiatsuterapeuta (Abaco-CBA), acupuntura auricular e estudante de acupuntura pela Escola Neijing Rio.

Responsável pelos projetos @rodadeenergia e @projeto.constelar e voluntária dos projetos Terapi.ar (terapias ao ar livre) e Instituto ZENcancer.

Contatos
Email: [email protected]
Instagram: @energiask