Autoconhecimento

Como ser feliz para sempre?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras



A grande maioria das histórias de criança que ouvimos durante toda a nossa infância, e até mesmo algumas de adulto, têm finais felizes. A incessante busca pela resolução dos nossos problemas e por felicidade é o que faz a humanidade desejar equilíbrio.

Branca de Neve e os Sete Anões, A Bela e a Fera, Rapunzel, Cinderela, Shrek e Fiona, e tantos outros contos de fada, todos viveram felizes para sempre. Mas, terminar uma história que faz com que as crianças acreditem que o final será feliz, deveria ser, pelo menos, alvo de grande reflexão.

Aquiles, um herói grego, por exemplo, morreu depois de ter seu calcanhar atingido por uma flecha envenenada. Este era seu único ponto fraco. Esta história mostra bem que nem sempre sobrevivemos as batalhas da vida, mas os momentos de grande felicidade não deixam de existir.

Aliás, a grande maioria das histórias gregas são repletas de tragédias, mas não deixam de ser encantadoras.

No entanto, é preciso ter em mente que a realidade é bem diferente das histórias. Qualquer um de nós adora uma boa história, em especial, aquelas que traduzem o que sentimos dentro de nós e não temos a mínima ideia de como expressar. Assim, aquela história que escutamos, parece ter sido escrita exatamente para nós. Pode ser que sim, pode ser que não…. Mas então como encontramos o nosso “felizes para sempre”?

Os contos de fada nos mostram de forma metafórica e ilustrativa situações da vida real, para que assim o entendimento fique mais simples e leve. O famoso felizes para sempre pode se dar de diversas maneiras, mas na maioria dos casos, não sabemos como começar e muito menos como chegar até ele.

Pensando nisso, fizemos uma lista de sete formas de como alcançar a verdadeira felicidade. Veja:

Pare agora mesmo de reclamar

Você já viu alguma história com final feliz em que os grandes protagonistas reclamam de tudo o que acontece em sua volta ou colocam a culpa dos problemas em tudo, se fazendo de grandes vítimas? Acho que não. Temos o costume e o péssimo hábito de sempre reclamarmos, seja de acontecimentos grandes ou de coisas pequenas. Reclamamos do excesso de calor e de frio. De um conhecido ou de um amigo. Reclamamos da falta de sorte. De não sermos amados como deveríamos. E essa mania, acaba por nos afastar cada vez mais do nosso verdadeiro final feliz.

Os mocinhos e mocinhas da história enfrentam as adversidades e obstáculos que aparecem a sua frente, com positividade, coragem e vontade de mudar a situação.

Por isso, a primeira dica que podemos lhe dar é aprender a controlar as emoções e sentimentos, para que a nossa felicidade não seja sabotada. Diminua as suas reclamações, mas de preferência, acabe de vez com essa mania chata.

Mude o foco.

Reveja seus ideais

Depois de finalmente parar com as reclamações diárias, podemos então começar a pensar nas coisas que realmente nos motivam. Assim, quanto mais nos sentirmos motivados, com mais vontade e convicção é que tudo acontecerá.

Reflita se a vida que você está levando se baseia nos seus ideais, ou será que está vivendo um dia após o outro, empurrando com a barriga? O que o motiva a acordar cedo pela manhã?

Assim, vai ser muito mais fácil listar seus verdadeiros objetivos na vida e começar a viver por eles.

Reavalie suas atividades do dia a dia

Agora é hora de cessar de vez aquelas atividades destrutivas e de aumentar as construtivas. Repare na quantidade de atividades que fazemos em apenas um dia, desde a hora que nos levantamos da cama até a hora de nos deitar para dormir. E a grande maioria, fazemos por simples costume, hábito, de maneira repetida, mas elas nem sempre fazem parte das nossas motivações de verdade.

Acabamos gastando muito tempo com coisas sem relevância, e isso nos traz incapacidade e foco para realizarmos aquelas atividades realmente necessárias para alcançarmos nossos sonhos.

Faça acontecer.

Dê mais valor aos seus relacionamentos

Quantas vezes em nossa viva vamos deixando que os relacionamentos caiam na mesmice, se tornem algo comum, como se conviver com certas pessoas fosse uma obrigação? Todos os dias, convivemos com as mesmas pessoas e na maioria das vezes, são aquelas que damos menos atenção.

Cada pessoa e cada relacionamento são únicos. Por isso, dê valor aos seus relacionamentos, para que eles sejam duradouros, construtivos e repletos de felicidade.

Controle suas ações e emoções

O cérebro humano não para um segundo de trabalhar. Pensamos em diversas coisas. Mas, alguns de nossos pensamentos podem ser negativos e destrutivos, nos fazendo agir sem consciência de nossas ações ou perder energia, prejudicando os outros e a nós mesmos.

Por isso, se você não está satisfeito com a sua vida, controle suas emoções, pensamentos e ações. Tente mudar tudo aquilo que você não gosta em si mesmo ou volte a sua atenção ao que mais gosta, a fim de alinhar os seus pensamentos com a sua vida e seus objetivos pessoais.

Curta cada momento

Outra dica importante para alcançar o seu final feliz para sempre é curtir cada momento que a vida lhe proporciona. Cada momento será diferente do outro, mesmo que você repita as mesmas ações todos os dias.

Pois bem, se cada momento que vivemos é único, podemos perder facilmente uma oportunidade de fazer valer a pena a medida em que ele vai passando. O grande segredo para se alcançar a felicidade é apreciar a vida.

Na maioria das vezes achamos que a felicidade está longe de nós, no futuro. Mas, nossa vida é o momento presente, o aqui e o agora.

Nunca se esqueça de agradecer

Não existe melhor sentimento do que a gratidão. Ele nos faz valorizar tudo o que acontece e nos torna mais felizes.

Ser grato pela nossa vida é uma das emoções mais profundas. Seja grato pela saúde, pelo sol que nos aquece, por ter um trabalho, por ter uma família, comida na mesa, pela sua capacidade de respirar, por ser capaz de pensar e por ser quem quiser ser.

A felicidade só depende de nós. Se cada adversidade ou problema for capaz de nos entristecer, nossa felicidade sempre será deixada nas mãos do externo e do incerto.


Escrito por Flávia Faria da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]