Convivendo

Correr, um suspiro para o trabalho

Homem vestido como executivo, de terno e pasta. Ele corre em frente à uma parede de tijolos.
Thales Kroth de Souza
Onde você vai estar daqui a dez anos? Em um trabalho efetivo, promovido, em um intercâmbio, arriscando seus sonhos ou em seu próprio negócio? Quem avisa amigo é: planejar não custa tentar. Avise para seu corpo e mente que as atividades que prestar a partir de hoje em diante precisam estar focadas.

Querer resultados diferentes para as mesmas atitudes é algo não muito interessante em se prender, principalmente quando se trata de sua carreira, não é mesmo? Invadir praias desertas pode não parecer o espírito de alguém conservador, mas desejar crescer na carreira sem fazer atividades que enriquecem seu currículo deixa a desejar. O que eu preciso para ser bom? Formar habilidades, competências e estudos que fomentem a bondade.

Calma aí, eu preciso de um suspiro para saber qual profissão irei seguir. Já é comum as pessoas trocarem de área após os cinquenta anos, ou ainda arriscar-se em novas possibilidades na aposentadoria. Essas práticas são tendências de pessoas que querem se reinventar. Não estão erradas, pelo contrário, entendem que não devem parar quando estão em seu melhor momento para a sua família e para a sociedade. O papel de desempenho é essencial para a vida, sentir-se útil faz muito bem para a saúde.

Imagens de par de pés usando um tênis branco. No chão estão desenhadas 3 setas amarelas apontadas para diferentes direções.

Quem arrisca dizer que tem encontrou o prazer no que faz? Claro que algumas atividades não são tão legais a ponto de querer levar trabalho para casa. A ideia de correr a frente dos problemas não facilita os rumos da empresa nem dos seus, precisa ir ao passo certo, nem devagar e sempre, nem rápido demais. Uma leve corrida para acelerar não só o coração, mas para gravar experiência e competências. Tudo isso será lembrado lá na frente quando estiver em um processo seletivo importante ou na busca por desafios maiores.

Meu trabalho me cerca e não me deixa respirar? Está na hora de rever o que quero para mim. Abdico de condições agora para ter um futuro melhor depois ou enfrento o risco agora? Difícil decidir. Faça o que é melhor para sua consciência, ambas as decisões vão impactar futuramente. Se ficar, entenda que precisa ser vista para ser lembrada. Dedique-se ao seu trabalho e ao quociente de energias que sobram, é tempo de correr. Correr para mostrar à empresa seu devido valor. Se sair, o mercado é competitivo. Você precisa analisar se a corrida será justa.

Mulher negra com blackpower usando uma camisa rosa e mexendo no computador enquanto escreve algo em um caderno.

Ninguém acredita em nós mesmo que o reflexo das águas. A família, amigos e pessoas podem estar ao nosso redor, todavia se não acreditarmos em nossa capacidade aquele suspiro do passado foi por água abaixo. Levante a cabeça e veja que a escada possui diversos degraus e cada dia sobe-se um pouco. Cada degrau não só conta como delimita que não temos fronteiras para o sucesso. Conheça-te. Alcance o emprego que deseja com os requisitos desejados e mais as suas capacidades. O sucesso começa quando as suas relações passam da capacidade de se reinventar e você descobre que sempre correu o tempo todo, só suspira para o trabalho.


Você também pode gostar de outro artigo deste autor. Acesse: Organize seu tempo

Sobre o autor

Thales Kroth de Souza

Thales Kroth de Souza

Gaúcho de coração, formado em Técnico em Contabilidade pelo Instituto Rubén Darío, graduando em Gestão Financeira e Administração pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Palestrante pela ODAC - Organização do Aluno Consciente, Voluntário na ONG Parceiros Voluntários e profissional com experiência nas áreas financeira e bancária.
Amante de corrida, gostar de malhar, leituras e manter-se informado.
Solteiro, procura o amor nas entrelinhas da vida.

Email: [email protected]
Facebook: thales.desouza.9655
Linkedin: thales-kroth-de-souza