Convivendo

Dia do Saci X Dia das Bruxas

Tereza Gurgel
Escrito por Tereza Gurgel

O que é o Dia das Bruxas? No dia 31 de outubro, diversas civilizações do hemisfério norte comemoravam o festival da colheita do fim do verão. Os ciclos de plantio e colheita eram fundamentais para a vida dos antigos povos e este festival marcava o fim dos trabalhos no campo, que se tornavam impossíveis durante o rigoroso frio dos meses seguintes.

Para os celtas, a data significava o início do Ano Novo. As provisões deveriam ser guardadas para enfrentar o inverno e o gado deveria ser recolhido dos pastos. Uma lenda celta diz que neste único dia os mortos daquele ano poderiam retornar ao mundo dos vivos, à procura de corpos para possuírem. Por este motivo, os vivos se protegiam apagando as fogueiras nas casas, tornando-as desagradáveis para os mortos. Além disso, as pessoas colocavam fantasias macabras e saíam pela comunidade, procurando, desta maneira, assustar qualquer morto que estivesse por perto.

Na Irlanda, esculpiam-se nabos e colocava-se velas acesas dentro deles, com o objetivo de afastar os maus espíritos. Na América do Norte, este costume foi adaptado com o uso da abóbora – fruto muito abundantes no país.

Após o advento e expansão do cristianismo, as antigas tradições foram adaptadas para não se contraporem à religião oficial. Isto fez com que diversas crenças e práticas do mundo antigo se perpetuassem, chegando inclusive aos nossos dias, mesmo que tenham perdido muito do sentido que os antigos davam a elas.

Em inglês, o termo da comemoração é “Halloween“, derivado da expressão “All Hallow’s Eve“, ou seja, “véspera de Todos os Santos“, data celebrada pela igreja Católica no dia 1º de novembro.

Colonizados pelos europeus, os povos da América receberam esta influência ao longo do tempo. As primeiras referências ao Dia das Bruxas nos Estados Unidos começaram a surgir após a maciça imigração dos irlandeses, que fugiam da fome que assolava seu país em meados do século XIX. Na América, antigamente era considerado um “feriado inglês”, mas foi recebendo outras características dos agricultores norte-americanos, como a já citada abóbora esculpida, que acabou se tornando o símbolo da festa. Hoje, o Dia das Bruxas é o maior feriado não-cristão nos Estados Unidos.

Em meados do século XX, a influência mundial estadunidense foi muito forte, especialmente com o final da Segunda Guerra Mundial e o início da Guerra Fria. Muito da cultura americana – moda, música, cinema, por exemplo – foi absorvido por nós, aqui no Brasil, principalmente por meio da televisão. Deste modo, a data ficou conhecida em nosso país e passou a ser celebrada também por aqui.

A popular legend of the brazilian folklore

Porém, algumas pessoas começaram a questionar a “importação” de mais um costume estrangeiro no Brasil, que reforça a crescente ignorância sobre nosso folclore tão rico e variado. A cultura popular é um elemento essencial à identidade de um povo.

A figura do Saci, um dos personagens mais conhecidos do folclore brasileiro, foi escolhido para lutar contra a importação do folclore americano, completamente alheio ao nosso. O Manifesto do Saci, da Sociedade dos Observadores de Saci, afirma que “o Saci é reconhecido como uma força de resistência cultural a essa invasão.”

O estado de São Paulo oficializou o Dia do Saci, em 2004. O governo federal criou, em 2005, o Dia do Saci, visando a valorização de nossa cultura.

Em São Luis do Paraitinga, cidade no interior de São Paulo, a festa dura quase duas semanas. A primeira edição do evento realizou-se em 2002 e, desde então, vem sendo organizada todos os anos, ininterruptamente. Nesta festa, também aparecem outros personagens mitológicos brasileiros, como a Cuca, o Boitatá e a Mula-sem-cabeça.


Referências:

A curiosa origem do Dia das Bruxas

Projeto de Lei Federal 2479/03

“Sosaci – Sociedade de Observadores de Saci

Sobre o autor

Tereza Gurgel

Tereza Gurgel

Formada em Psicologia (F.F.C.L. São Marcos - SP). Filiada à ABRATH (Associação Brasileira dos Terapeutas Holísticos) sob o número CRTH-BR 0271. Atua na área Holística com Reiki, Terapia de Regressão e Florais de Bach. Mestrado em Reiki Essencial Metafísico e Bioenergético Usui Reiki Ryoho, Shiki, Tibetano e Celtic Reiki. Ministra cursos de Reiki e atende em São Paulo (SP).

E-mail: [email protected]
Telefone: 11 987728173
Site: mtgurgel.wixsite.com/mundoholistico
Skype: tk.gurgel