Convivendo

Festival de Thor – Dia para renovar a nossa força e coragem

Thor segurando martelo.
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Um homem forte, alto, loiro, barbudo, com um martelo na mão e que usa uma capa. Essa descrição é familiar para você? O deus nórdico, Thor, conhecido como o Rei do Trovão, tem três filmes só dele e já participou da sequência de filmes Vingadores. Mas esse loiro não está presente só nas telas de cinema ou nas histórias em quadrinhos.

Como Thor faz parte da mitologia nórdica e tem uma aparência que se assemelha aos vikings, ele é um deus idolatrado e conhecido em França, Roma e Inglaterra. A coragem e a honra de Thor, externalizadas quando ele usa um martelo especial, chamado Mjölnir, são os valores mais importantes para o povo que tem esse deus como uma figura folclórica.

É em homenagem a Thor que surgiu o Festival de Thor. O dia para essa festa foi definido de forma curiosa. Quando os vikings ocuparam o território romano, adotaram o calendário desse povo para organizar os dias. Assim, cada dia da semana recebeu o dia de um deus. Quinta-feira, Thursday em inglês, é, na verdade, Thor’s Day ou Dia de Thor ao traduzir para o português.

Em 19 de janeiro, quando essa data especial é comemorada, existe uma série de cerimônias em homenagem a Thor. Enquanto algumas pessoas se vestem como o deus, ou fazem utensílios semelhantes aos dele, outras preferem seguir a tradição da data e pedir coragem para esse homem tão poderoso. Como fazem isso?

Primeiro, os nórdicos pegam um chifre oco de algum animal. Dentro dele, colocam cerveja ou vinho. Essa taça diferenciada é passada por todos os membros de uma família ou por todos os amigos de um grupo. Ninguém bebe o líquido. O que eles fazem é erguer o chifre pedindo que Thor conceda coragem para eles.

Depois que todas as pessoas fazem seus pedidos para Thor, a bebida deve ser jogada no chão, ao ar livre, como uma oferenda ao deus. Como forma de agradecer por esse gesto, acredita-se que Thor atenderá aos pedidos das pessoas que realizaram todo esse ritual.

Você também pode gostar

Os pedidos de coragem ao deus do trovão, embora sejam mais eficientes quando acompanhados do ritual, também podem acontecer sem toda essa festa. Para aumentar a sua coragem e a sua força no dia do Festival de Thor, na sua casa, você pode mentalizar a imagem desse deus e pedir a ele que lhe conceda coragem e força para os objetivos que você almeja. Você pode repetir algo como:

Personagem Thor.

“No Festival de Thor, eu peço ao deus do trovão toda a coragem e toda a força que preciso para [descrever a situação para a qual você precisa dessas virtudes]. Obrigada(o) por me ouvir!”.

Assim, você sentirá um estímulo para desenvolver essas atribuições que já existem em você, mas que sempre podem ser amplificadas. Inspire-se no poder de Thor para entender quão longe sua coragem e sua força podem levá-lo.

Existe, no entanto, uma outra forma de celebrar esse dia caso você não tenha a possibilidade de executar esse ritual como manda a tradição. Você pode explorar as representações de Thor nos filmes ou nas histórias em quadrinhos! A seguir, você vai encontrar algumas sugestões:

Filmes do Thor

Cartaz de "Thor: ragnarok".

1) Thor, 2011: ideal para as pessoas que querem conhecer mais sobre a história do deus e sobre a relação dele com humanos;

2) Thor, o Mundo Sombrio, 2013: com uma atmosfera mais misteriosa, o segundo filme da sequência de Thor traz uma situação totalmente distinta do primeiro contato com a Terra;

3) Thor: Ragnarok, 2017: um filme colorido e com muito senso de humor, que se passa mais no espaço do que na Terra. É o encerramento ideal da trilogia!

Histórias em Quadrinhos do Thor

Desenho de Thor.

1) Thor, de Walt Simonson: essa história em quadrinhos retrata uma batalha entre Thor e Surtur, um grande vilão, além de mostrar o surgimento de Bill Raio Beta, um divertido coadjuvante;

2) Thor – O Carniceiro dos Deuses, de Jason Aaron: três versões de Thor, do passado, do presente e do futuro, unem-se para vencer um vilão que está exterminando todos os deuses;

3) Thor – Ragnarok, de Stan Lee (a primeira versão) e de Michael Avon Oeming (a segunda versão): Thor tem o dever de defender o povo asgardiano (sobre o qual ele reina) de um vilão que ameaça exterminar toda a galáxia;

4) Thor – Contos de Asgard, de Stan Lee: um compilado de histórias envolvendo pessoas que estão ao redor de Thor, vivendo em Asgard;

5) Thor, Michael Straczynski: a história em quadrinhos apresenta o que acontece quando Thor retorna de Ragnarok.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]