Psicanálise Tecnologia

Haters: quem são e como lidar com eles

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Um termo comum na internet, frequentemente usado por figuras públicas, é a palavra “hater”. Originária da língua inglesa, essa expressão define uma pessoa ou um grupo de pessoas que tem como objetivo disseminar discursos de ódio, ofender ou oprimir alguém.

A figura dos trolls também está presente na internet, mas o objetivo das pessoas que se enquadram nessa categoria é causar alguma movimentação em uma página, em um canal ou em uma sequência de comentários, por meio da disseminação de expressões negativas, mas que não se constituem como discurso de ódio.

Menina triste no foco com celular na mão e meninas ao fundo sem foco olhando

São pessoas que comentam memes, imagens ou figurinhas que muitas vezes são inofensivos ou sem muito sentido, ainda que possam se tornar irritantes por conta da quantidade e da repetição desse tipo de comentário.

Essa distinção entre trolls e haters pode ser explicada

por Renato Rovai, professor de Jornalismo Digital da Faculdade Cásper Líbero. Para ele, os comentários e as mensagens enviadas por haters apresentam um fundamentalismo ideológico, responsável por impedir que essas pessoas aceitem ou ouçam opiniões que sejam diferentes daquilo em que acreditam.

Por esse motivo, acabam ofendendo e atacando qualquer postagem que esteja em desacordo com as próprias ideias.

Garota cabisbaixa com a mão no cabelo

A consequência mais notável desse tipo de atitude no meio virtual é que, quando outros haters se juntam contra a pessoa que fez a postagem, cria-se uma rede de cyberbullying.

O anonimato da internet e a garantia de impunidade motivam esses grupos de pessoas a fazerem coisas que talvez não fizessem pessoalmente.

Ainda assim, não é possível afirmar que existe um só fator que determine a forma como haters irão agir. Podem ser motivados por ódio, por inveja, por insatisfação ou por uma série de motivos particulares.

Quadrados de madeira com letras escrito "HI HATERS"

Embora o fenômeno dos haters ainda esteja longe de chegar ao final,

existem algumas atitudes que podem afastá-los:

  • Tenha nas suas redes sociais somente pessoas que você conhece e que gostem de você;
  • não responda a esse tipo de comentário de forma agressiva para que eles não se tornem ainda piores;
  • exclua os comentários que fazem você se sentir mal e converse com a pessoa que os fez, se sentir que tem liberdade para fazer isso;
  • em último caso, dependendo do tipo de ofensa ou de discurso que estiverem reproduzindo, busque orientação de um(a) advogado(a) sobre as medidas legais cabíveis nessa situação.

Você também pode gostar de outro artigo desse mesmo assunto: Fique atento aos perigos da internet!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]