Autoconhecimento

Introversão: saiba o que é e como lidar

Introverted boy sitting on the bench by the lake
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

A introversão costuma ser muito confundida com a timidez, mas será que representam a mesma coisa?

Apesar de muitas pessoas pensarem que alguém tímido é, também, introvertido, na verdade essas duas características são distintas. A introversão está presente no ser humano que, na maioria das vezes, não costuma se expressar sem pensar muito bem no que irá dizer (ou fazer) antes. Ou seja, ele não costuma agir de forma impensada e exagerada.

“Pessoas tímidas, no entanto, têm medo do julgamento dos outros, vergonha do que as outras pessoas irão pensar e, por conta disso, preferem não expor o que estão pensando”

Em outras palavras, ele é um indivíduo mais quieto, o que não significa, no entanto, que seja tímido. Apenas é uma pessoa mais observadora e analítica, por isso, guarda suas reflexões e opiniões para si, ou demora mais para chegar a uma conclusão e, portanto, não costuma falar de imediato.

Tanto a introversão quanto a timidez podem estar presentes em uma mesma pessoa, mas isso depende de cada um, portanto, não é regra. Afinal, um introvertido pode ser absolutamente sociável e festeiro, por exemplo. A diferença é que ele sai para se divertir e não para conhecer novas pessoas, ou estabelecer conversas longas sobre assuntos que não ache necessário falar.  

Os introvertidos gostam e valorizam momentos a sós, preferem conversas reflexivas e profundas, sobre assuntos que dominem e achem válidos para serem discutidos; são detalhistas, absolutamente observadores e analistas.

A introversão também faz com que as pessoas não gostem muito de multidões exacerbadas, ou seja, aquelas em que você mal consegue se mexer ou ouvir quem está em sua volta. São pessoas comunicativas e se expressam muito bem, mas não gostam de conversas superficiais. Também não apreciam ser o centro das atenções, preferem deixar isso para os extrovertidos.

A forma que os introvertidos respondem aos estímulos sociais é diferente. Mas, não há problema nisso. Cada ser humano tem suas particularidades, características, jeitos e formas. A introversão é apenas mais uma particularidade no jeito de ser de alguém. De qualquer forma, respeitar a introversão é dever de todos, assim como é necessário respeitar os gostos, costumes e jeitos de cada um.


  • Texto escrito por Giovanna Frugis da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]