Autoconhecimento

Lidando com o ciúme

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Ociúme é um de nossos sentimentos mais primitivos, presente nos mais variados segmentos de nossas vidas. Aliás, ter ciúme é algo presente não só no instinto humano, mas dos animais em geral. Quem tem mais de um bicho de estimação já deve ter presenciado quando um deles fica com ciúmes do outro, gerando até briga entre eles em algumas ocasiões. Muito relacionado ao cunho afetivo, alguns afirmam que um pouquinho de ciúme é bom para qualquer relação. Afinal, essa seria uma expressão de que você realmente valoriza a relação. Mas será verdade?

Ciúme é um sentimento causado pelo receio ou o medo de perder algo ou alguém.
Baseando-se na explicação dos psicólogos israelenses Ayala Pines e Elliot Aronson, trata-se de uma “reação complexa a uma ameaça perceptível a uma relação valiosa ou a sua qualidade”. A questão é como esse medo impacta em sua vida.

Quando dizemos “algo ou alguém”, pontuamos que é possível ter ciúme também por objetos. Aquele zelo excessivo por um carro, livro, jóia, casa ou qualquer bem material pode representar um ciúme desse indivíduo pelos objetos. Apesar de ser possível essa relação pelo inanimado, o ciúme é quase que automaticamente relacionado às relações humanas, mais precisamente amorosas.

Quantas relações não se deterioram por causa de um ciúme excessivo de um dos parceiros, mesmo que não tenha ocorrido algum ato que possa justificar esse medo de perder o(a) namorado(a)? Apesar de não fazer muito sentido, isso é extremamente comum e perfeitamente explicável, quando estamos tratando de uma emoção.

shutterstock_99801137 Mesmo nos casos em que há um histórico de traição no relacionamento, ou seja, que, em tese, justifica-se o ciúme, é extremamente torturante viver preocupado(a) com a possibilidade de um adultério. Pior ainda é iludir-se que manifestar esse ciúme buscando prender o parceiro vai evitar uma traição, por mais que isso possa passar uma falsa sensação de segurança.

Um(a) parceiro(a) disposto a trair vai arrumar um jeito de fazer isso. Não há ciúme nenhum no mundo que vá impedir isso. Manifestando esse ciúme há todo momento, ao invés de solidificar uma relação pode acabar deteriorando-a. Há casos extremos em que é necessário um acompanhamento psicológico, pois a pessoa realmente se tortura com medo de uma ameaça que acaba nem realmente existindo. A melhor forma é realmente aprender a lidar com o ciúme, sempre buscando o diálogo e a compreensão de que ninguém é dono de ninguém, portanto a perda é uma possibilidade em potencial, mas que uma vida feliz não é refém dessa ameaça.

O único amor que você não precisa ter ciúme nenhum é o amor próprio, pois esse, uma vez que conquistado, nunca é perdido e supre qualquer outro que te abandonar. 


  • Escrito por Diego Rennan da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]