Autoconhecimento

O resgate da espiritualidade

espiritualidade
Cintia Natoli
Escrito por Cintia Natoli
Muitas vezes, nós pensamos que a humanidade está perdida e encontramos pelo caminho pessoas que já não possuem fé no mundo. Estão carregadas de medo, tristeza e falta de esperança, mas se declaram felizes.

A verdade é que a espiritualidade precisa ser resgatada em sua forma e conceito mais puros. Sem julgamentos, sem divisões e sem preconceito, apenas com amor e uma vontade genuína de praticar o bem para si e para o universo.

A espiritualidade nada mais é do que a prática do espírito. Atos e gestos que vão além do corpo e invadem a totalidade do nosso ser. É aquela força interior que nos faz sentir a compaixão, a piedade, a vontade de perdoar, a vontade de ajudar e de fazer o bem.

Todos os seres vivos carregam dentro de si a dádiva da espiritualidade. Basta respirar fundo por um minuto, tranquilizar o coração e silenciar a mente. Basta resgatar o seu lado bom, a sua essência e o seu poder humano, no mais profundo do seu ser. Todos nós temos potencial para exercer esse poder tão forte e indestrutível, que é a bondade.

Nós estamos todos os dias tão envolvidos em trabalho, contas, dinheiro, responsabilidades, matéria e preocupações, que, por horas, dias, meses e até mesmo por anos, obstruímos o canal da espiritualidade e impossibilitamos que ela floresça e se expanda.

Comerciais, lojas, contas, conquista de coisas, compras, desejos pelo consumo e de muitas coisas que serão passageiras e, de fato, podem ser necessárias em algumas proporções, mas muitas vezes não são essenciais. Assim como o trabalho feito sem amor, a vida vivida sem felicidade e o tempo passando e sempre envolvido, direta ou indiretamente, com o dinheiro e o consumo.

Precisamos viver a vida material com a sabedoria da espiritualidade, com consciência, com responsabilidade, com cuidado e carinho por nossas vidas e pela vida dos outros. Ela está passando. As pessoas estão passando. Você está passando. Mas será que nos enxergamos? Nos amparamos? Será que amamos o próximo como a nós mesmos ou vivemos exclusivamente por nós mesmos e no máximo “pelos nossos”?

O mundo é mais do que isso. A vida é muito mais do que isso e o seu espírito é capaz de muitos atos de bondade que talvez você nem imagine. Resgate-o!

A espiritualidade é livre de regras e conceitos. Ela é liberta e translúcida. Ela abraça, liberta, acolhe e invade a todos os que permitam a sua evolução. Ela é o ponto central das qualidades do espírito humano. E se somos tão cheios de qualidades, por que não permitimos que o nosso espírito trabalhe por nós e pelo mundo?

A espiritualidade é profunda e pura. Ela toca em nossa essência humana, em nossas necessidades e se conecta diretamente à nossa qualidade de vida e qualidade das relações humanas. É ela quem nos permite sentir empatia, amor, compaixão e, assim, respeitar o outro com o mesmo respeito que deveríamos ter por nós mesmos e muitas vezes não temos.

Quando trabalhamos a espiritualidade, inevitavelmente trabalhamos a bondade. Tudo se conecta em uma energia cheia de cores e luz, com forte vibração e que tem um poder absoluto na transformação humana.

Ah, se todos buscassem a conexão com o seu espírito e permitissem que toda espiritualidade flutuasse livremente pelo universo, certamente teríamos uma plena sensação de paz e harmonia universal.

Não podemos definir a vida do outro, mas podemos definir a nossa. Quando uma pessoa trabalha a sua espiritualidade, ela toca os outros de forma singela, discreta e doce. Ela transforma e atrai cada vez mais o bem.

Seja um canal de bondade neste mundo. Comece a mudança convidando o seu espírito para retomar as rédeas da sua vida.

Resgate a sua espiritualidade e liberte-se de padrões, medos, traumas e sentimentos que aprisionam a alma. Eles acabam coagindo a nossa fé, coagindo o nosso espírito e nos tornamos opacos diante do mundo.

Brilhe! Resgate a sua espiritualidade!

Os desejos nos desviam de nossas missões mais puras nessa jornada chamada vida.

Namastê!


Você também pode gostar de outros artigos da autora: A energia vital e a busca pela verdade

Sobre o autor

Cintia Natoli

Cintia Natoli

Administradora de formação, gestora e consultora de profissão. Sempre atuei no mundo corporativo, diagnosticando e curando empresas. Após um forte chamado, adotei a prática de Reiki e venho me preparando a cada dia como terapeuta integrativa, com reflexologia podal, tarot terapêutico, meditação, florais de Bach e aromaterapia. Com o meu grande desejo de curar e tratar dores e emoções, na psicossomática do ser, hoje sou estudante de fisioterapia e pós graduanda em acupuntura. Quero tratar pessoas e levar saúde e bem estar para cada vida que passar por mim.
Escrever é uma forma de compartilhar essa deliciosa jornada que venho trilhando e quem sabe, incentivar as pessoas a melhorarem a sua realidade; a seguirem o seu coração, sem medo do tempo. Sempre há tempo para começar e recomeçar. A aceitação de si mesmo é o primeiro passo para um caminho pleno e feliz. E foi a partir desta filosofia que iniciei o projeto Eu Me Aceito Sim.

Email: [email protected]
Site: eumeaceitosim.com.br
Facebook: eumeaceitosim
Instagram: @eumeaceitosim