Convivendo

Samuvet: muitas vidas são salvas com as ambulâncias para animais

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você já parou para pensar no quanto as ambulâncias são essenciais? Elas salvam a vida de muitas pessoas que passam mal ou sofrem algum acidente e, sozinhas, não conseguiriam ir até o hospital – ou, mesmo que tenham algum familiar ou amigos para ajudar, com certeza essa pessoa não tem o preparo dos profissionais nem os aparelhos e medicamentos que a ambulância possui.

Por isso, as ambulâncias (e os profissionais que trabalham nelas) têm um papel fundamental na sociedade, ajudando diversas pessoas dia após dia. E, assim como os humanos, os animais também sofrem acidentes, se machucam e passam mal rotineiramente.

Por isso, Florianópolis foi uma cidade pioneira em uma iniciativa muito legal e extremamente importante: o Samuvet, o SAMU veterinário, que busca atender os animais acidentados.

O projeto começou de forma inspiradora, com doações daqueles que acreditavam que os animais merecem qualidade de vida assim como os seres humanos e que esse projeto seria mais uma forma de dar essa qualidade a eles.

Com o dinheiro arrecadado, todos os trâmites legais necessários foram feitos. Depois, um carro da prefeitura foi retirado do ferro-velho e foi restaurado e transformado em uma ambulância que atende cães, gatos e cavalos atropelados, ou que sofreram algum outro tipo de acidente. O veículo foi doado pela Secretaria de Educação e a reforma foi paga por João Eduardo Pereira Cavallazzi, diretor do Bem-estar Animal (Dibea).

O carro era um simples modelo Zafira que, depois da transformação, virou um verdadeiro pronto socorro veterinário móvel. É possível, inclusive, transportar dois cavalos de uma vez, caso seja necessário.

Alguns órgãos públicos que estão autorizados para acionar o serviço – a Polícia Militar, a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros e a Guarda Municipal. Por isso, é importante que a população saiba que é preciso entrar em contato com uma das entidades citadas acima para pedir pelo atendimento do Samuvet, que chega ao local solicitado e atende o animal.

Essa parceria com as categorias de segurança foi feita para que os profissionais avaliem cada situação e definam se é necessário ou não acionar o Samuvet. Afinal, como existe apenas um carro, eles precisam dar prioridade para alguns casos e, dessa forma, eles conseguem fazer essa triagem.

Os casos de prioridade para o carro veterinário são os que envolvem acidentes graves, nos quais a saúde do animal fica realmente crítica. Mas, de qualquer forma, nenhum animal deixa de ser atendido. Quando a ambulância veterinária não vai ao local, o Corpo de Bombeiros auxilia o solicitante, indo até o local e realizando o atendimento, ou dando as orientações necessárias.

A ambulância animal funciona 24 horas por dia, basta solicitar o serviço. Desde 2014, o Samuvet vem salvando a vida de muitos animais, inclusive os animais de rua que, quando encontrados, são tratados na ambulância.

Florianópolis (Santa Catarina) foi o primeiro destino brasileiro a implantar o serviço. Depois, Belo Horizonte foi a segunda cidade a divulgar o Serviço Móvel de Atendimento de Urgência Veterinário. A capital mineira inaugurou o serviço em abril deste ano e recebe mais de 50 ligações por dia com solicitações de atendimento.

Seguindo os exemplos de Floripa e BH, Salvador divulgou o Samuvet em junho deste ano. Mas, na capital baiana, o foco está nos animais de rua que precisam de atendimento. Os animais resgatados pelo Samuvet são levados à “Clinicão”, uma clínica de atendimento popular aos animais, que funciona em parceria a ONG Geamo. Além dos lugares citados, Pouso Alegre (MG) também está oferecendo o serviço, assim como outras importantes capitais brasileiras que possuem projetos para implementação do Samu veterinário, como São Paulo (SP) e Recife (PE).


Texto escrito por Giovanna Frugis da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]