Autoconhecimento

Se você pudesse falar só por um momento, o que diria?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Imagine que você nasceu mudo, mas que em certo dia você ganhou o dom da palavra por apenas um instante. O que você falaria? Pode parecer uma pergunta banal em uma primeira impressão, mas isso só acontece porque esquecemos da importância e do poder da fala. Como diz um ditado popular: “palavras têm poder”. Sabendo disso, como você está utilizando o poder da sua fala?

Essa ideia de que as palavras faladas têm poder não é de hoje. Essa crença existe há muito tempo e vem de diversas culturas. Os antigos celtas, por exemplo, acreditavam que o que fosse falado poderia se realizar, por isso os bardos que eram poetas e músicos tinham tanta importância na cultura deles. Em alguns lugares da Europa, há séculos atrás, os feiticeiros e as bruxas também eram vistos com certo medo e respeito, pois eles tinham o poder de amaldiçoar alguém apenas falando uma frase. No Oriente, os monges budistas aplicam o poder da palavra através de seus mantras que são entoados diariamente. Levando em conta esses exemplos, devemos refletir sobre como nós, mesmo não sendo feiticeiros ou monges, podemos usar as palavras, colocando poder nelas para realizar nossos desejos.

Observe o seu dia e perceba quais são as palavras que você mais fala. Cada palavra possui uma vibração que atrai energias que estejam de acordo com o que ela vibra. Se você reclama muito, vai atrair mais motivos para reclamar. Se você fala sobre prosperidade e riqueza, vai atrair oportunidades para que elas apareçam. Se você fala mal dos outros, vai encontrar ainda mais motivos para não gostar das pessoas. E assim por diante.

Por isso é importante estarmos atentos ao que falamos. Quanto mais sinceros formos com as nossas palavras, mais vibraremos algo que realmente queremos atrair para nossas vidas. Por isso tome cuidado com o que fala, mas também crie o hábito de falar palavras positivas que estejam de acordo com as suas vontades. Se for falar de alguém, prefira falar bem do que falar mal. Se for reclamar de algo, pense se não existe alguma oportunidade que possa ser verbalizada no lugar da lamentação. Lembre-se que tudo o que você fala pode virar realidade. Então fale bem e fale sobre o que você realmente quer.


Escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]