Comportamento

Ser avó pode esperar…

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Enquanto todas as atenções estão voltadas ao bebê que acabou de chegar ao mundo, a mãe que recém deu vida a uma criança atenta-se à filha, em primeiro lugar. Ser avó pode esperar, pois o seu bebê, que já é adulto, agora é mãe, mas permanece sendo filha e sempre será.

Ser avó pode esperar, pois essa mulher que criou a sua filha com todo o esmero agora troca fraldas novamente, faz o almoço, arruma a cama e dobra algumas roupinhas de bebê. Ela sabe como é difícil ser mãe e proporciona muitas noites de sono tranquilas à sua filha.

No pouco tempo que a filha tem para descansar, ela relembra as noites em claro preocupada, recordando com carinho cada detalhe e se colocando à disposição para qualquer coisa, como mãe, pois ser avó pode esperar.

A ainda não intitulada avó se questiona: “Quantas horas será que ela dormiu? Será que terá forças e ânimo para sorrir no dia seguinte? Será que sente medo?”. Em seguida, prepara uma sopa bem quentinha e o seu chá preferido para oferecer algum tipo de acalanto à mãe recente.

Imagem de mãe e filha uma de frente para a outra. Elas estão felizes e sorrindo.
Imagem de Jackie Ramirez por Pixabay

Sobrecarregada, a não nomeada avó se sente cansada, mas em silêncio. Em cada decisão da filha, ela recorda as decisões que tomou no passado. Diante da nova mãe, do novo bebê, dos muitos choros e muitos colos, a mãe da mãe questiona todas as suas atitudes e escolhas do passado. Analisa e vê, agora, a sua filha em seu lugar. Ainda assim, ser avó pode esperar.

Com o seu amor de mãe, a não avó auxilia a sua filha no voo: ensina o jeito certo de segurar o bebê no colo, dá as dicas mais preciosas para que ele durma a noite toda, mostra a temperatura certa das futuras papinhas e ainda faz um bolo para deixar em cima da mesa.

Imagem de mãe e filha. A mãe está com a criança no colo e segura a sua mão.
Imagem de Bob Dmyt por Pixabay

A mãe que já é quase avó impulsiona a filha a descobrir o que é ser mãe, a encontrar a sua nova identidade, mas não hesita em ressaltar: filhos serão sempre filhos, mesmo que se tornem pais e tenham os seus próprios bebês.

Você também pode gostar

Ser avó pode esperar, pois quando uma filha vira mãe, precisa da própria mãe para lhe ajudar a iniciar essa nova vida. Quando tudo se acertar e a nova mãe estiver andando com as próprias pernas pelo mundo da maternidade, a avó entrará em cena!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]