Saúde Mental

Vivemos um coletivo de transtorno de personalidade dramática

Mulher sentada em uma varanda olhando para fora.
ryanking999 / 123RF
Escrito por Fabiano de Abreu

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o país mais ansioso do mundo devido a diferentes fatores, como violência urbana, preocupações políticas e econômicas. Nesse contexto, acredito que existam sintomas perceptíveis na sociedade de modo coletivo, caracterizando um transtorno geral. O Brasil é também o segundo maior consumidor de internet do mundo, fato que também tem relação com a ansiedade e a cultura, trazendo assim, danos mentais derivados de transtornos dramáticos aparentes.

Há um coletivo de transtornos de personalidades dramáticas acontecendo e os sintomas mais evidentes são de comportamentos incoerentes, falta de percepção aparente, imaturidade e traços de compulsividade. A personalidade pode ser conceituada de forma sucinta com as características individuais que pertencem a um padrão contínuo de emoções, comportamentos e pensamentos.

Estima-se que entre 9% e 15% dos adultos apresentem ao menos um transtorno de personalidade. Outros estudos apontam que 4% e 12% das pessoas apresentam um diagnóstico dessas psicopatologias. Dados internacionais também sugerem que esses transtornos se fazem mais presentes em áreas urbanas e em indivíduos que estão em contato constante com os serviços de saúde. O ciclo ansiedade-negatividade-recompensa positiva, torna-se intermitente e, quando fora de homeostase, causa um desequilíbrio que afeta a rede de conexões do sistema límbico, núcleos da base, com córtex pré-frontal.

Você também pode gostar

O meu estudo concluiu que as dificuldades estruturais repercutem diretamente no funcionamento cerebral humano. Desse modo, o diagnóstico de transtornos requer atenção aos mínimos detalhes para definir um tratamento assertivo e efetivo. É de extrema importância a eliminação dos comportamentos autodepreciativos e autodestrutivos, assim como a melhor compreensão do ‘eu’. Para tal, empenha-se a preservação individual e ampla dos aspectos biopsicossocial e espiritual.

Sobre o autor

Fabiano de Abreu

Fabiano de Abreu Rodrigues é um jornalista, psicanalista, neuropsicanalista, empresário, escritor, filósofo, poeta e especialista em neurociência cognitiva e comportamental, neuroplasticidade, psicopedagogia e psicologia positiva.

Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional.

Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo, criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil.

Lançou os livros “Viver Pode Não Ser Tão Ruim”, “Como Se Tornar Uma Celebridade”, “7 Pecados Capitais Que a Filosofia Explica” no Brasil, Angola, Paraguai e Portugal. Membro da Mensa, associação de pessoas mais inteligentes do mundo, Fabiano foi constatado com o QI percentil 99, sendo considerado um dos maiores do mundo.

Contatos:

Email: deabreu.fabiano@gmail.com
Site: deabreu.pt
Site: pressmf.global/
Facebook: FabianodeAbreuOficial
Instagram: @fabianodeabreuoficial
Twitter: @Filosofofabiano
Youtube: Filósofo e jornalista Fabiano de Abreu
Linkedin: Fabiano de Abreu