Convivendo

10 palestras de mulheres incríveis que vão mudar a sua vida

Mulher branca de cabelos curtos num auditório, enquanto realiza um discurso.
kasto / 123rf
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Precisando ouvir palavras motivadoras, que a animem a ir além? Você já ouviu falar em TED? Trata-se de uma organização sem fins lucrativos que surgiu em 1984, na Califórnia, e que recebe constantemente grandes nomes, sendo eles famosos ou não, para falar sobre os mais variados temas.

Com o slogan “Ideias que valem a pena ser espalhadas”, as palestras têm duração de até 18 minutos. O conteúdo geralmente é disponibilizado gratuitamente no YouTube. Pensando em compartilhar conhecimento e novas experiências, seguem abaixo algumas sugestões de palestras incríveis que podem mudar a sua vida — e detalhe: todas ministradas por grandes mulheres.

1. Palestra – “Sua linguagem corporal molda quem você é” – Amy Cuddy

Você já reparou que a maneira como as pessoas gesticulam ou se movimentam tem tudo a ver com o que elas estão pensando e sentindo? A linguagem corporal é muito mais importante do que você imagina. Ela tem ligação direta com nossa personalidade e nossos sentimentos. Então assista a essa palestra de uma especialista em linguagem corporal e mude agora mesmo sua postura na vida.

Mais sobre Amy Cuddy:

2. Palestra – “Chega de fiu fiu! Cantada não é elogio” – Juliana de Faria

Se existe uma mulher que andou por aí na rua e não ouviu uma cantada fora de contexto e bem desrespeitosa, essa mulher é uma raridade… A palestra é um alerta contra o assédio sexual em espaços públicos. Essa foi uma campanha que deslanchou e ganhou grande repercussão nacional, dando ainda mais voz e espaço para as mulheres.

Mais sobre Juliana de Faria:

3. Palestra – “Por que temos tão poucas líderes?” – Sheryl Sandberg

Sim, as mulheres começaram a ocupar o mercado de trabalho e esse é um caminho sem volta, mas ainda estamos longe de ver as mesmas condições salariais para homens e mulheres e também mulheres ocupando cargos de liderança tanto quando homens em empresas. Nesta palestra, a bilionária e executiva do Facebook Sheryl Sandberg explica por que a porcentagem de mulheres que ocupam cargos de chefia atualmente no mercado ainda é muito menor, se comparada à de homens. Durante a palestra, ela sugere três conselhos para mulheres que desejam se tornar líderes.

Mais sobre Sheryl Sandberg:

4. Palestra – “As mulheres podem melhorar o mundo” – Ana Lúcia Fontes

Vivemos um mundo comandado e liderado por homens há séculos. Responda sinceramente: vivemos num mundo bom? É dessa premissa, de que as mulheres podem melhorar o mundo, que a fundadora e presidente da Rede Mulher Empreendedora, a primeira e maior rede de apoio ao empreendedorismo feminino do Brasil, parte para expor que quando uma mulher ocupa um espaço de destaque, ela abre mais espaço para outras mulheres. Representatividade é tudo!

Mais sobre Ana Lúcia Fontes:

5. Palestra – “Transformação e sexualidade” – Selma Light

Hoje já não é nenhuma surpresa falar sobre transexualidade, diversidade de orientação sexual e até mesmo sobre pessoas agênero, por exemplo. Em sua palestra, a atriz e apresentadora Selma Light conta a trajetória da descoberta de sua sexualidade e detalha as transformações físicas e psicológicas pelas quais uma transexual passa ao longo do seu processo de transição.

Mais sobre Selma Light:

6. Palestra – “É hora de o pornô mudar” – Erika Lust

Chega dos clichês e padronização dos filmes pornôs! Chega também de tratar o corpo feminino como objeto! Essas são algumas das imposições da roteirista e diretora de filmes adultos e pornográficos Erika Lust, pioneira do chamado pornô feminista. Erika produz filmes sensuais com cenas mais fiéis ao mundo real e baseados em depoimentos de pessoas comuns. Em sua palestra, ela faz um alerta sobre a necessidade de ter mais mulheres envolvidas, principalmente por trás das câmeras, nessa indústria que influencia a sexualidade de muita gente.

Mais sobre Erika Lust:

7. Palestra – “Deixa o cabelo da menina no mundo” – Diane Lima

Quantas vezes você já ouviu um cabelo crespo ou enrolado ser chamado de “cabelo ruim”? Já parou para pensar no impacto que essa expressão tem na autoestima de jovens e adolescentes negras? Nesta palestra, a ativista Diane Lima fala sobre o processo de aceitação dos seus próprios cabelos e sobre o que é possível fazer para fazer com que as garotas que não têm o cabelo pregado pelos padrões das redes sociais lidem com sua autoestima.

Mais sobre Diane Lima:

8. Palestra – “Sucesso, fracasso e a motivação para continuar criando” – Elizabeth Gilbert

O nada é uma das coisas mais assustadoras do mundo. Ao mesmo tempo em que representa uma completa ausência, simboliza também uma oportunidade de construir o que quiser. É assustador, mas belo e motivador. A partir de seu livro de memórias, “Comer, rezar, amar”, a escritora americana Elizabeth Gilbert relata como deixou para trás um divórcio para se encontrar em uma viagem ao redor do mundo. Nesta palestra, ela compartilha um pouco do seu processo de retomada e de reencontro consigo mesma e fala sobre como encontrar forças para seguir em frente após uma derrota:

Mais sobre Elizabeth Gilbert:

9. Palestra – “5 maneiras de matar os seus sonhos” – Bel Pesce

Queridinha do empreendedorismo brasileiro, Bel Pesce alega ter conseguido fazer sua fortuna e sua fama internacional acreditando em seus próprios sonhos e em seus próprios projetos. Acreditar no seu sonho, segundo ela, é o único primeiro passo possível para realizá-lo, mas, em meio às nossas rotinas, quantas vezes não nos autossabotamos e deixamos de realizar aquilo com o qual sonhamos? Nessa palestra, Bel Pesce fala sobre autossabotagem e sobre as atitudes que tomamos e que matam os nossos sonhos:

Mais sobre Bel Pesce:

10. Uma epidemia de beleza doentia – Renee Engeln

Existe uma máxima que diz que às mulheres não é dado o direito de envelhecer, visto que elas precisam seguir um roteiro de vida quase sempre definido por homens, que inclui arrumar um marido e um emprego, mas mesmo assim cuidar da casa, ter filhos, cuidar dele quase que sozinha e, ainda assim, manter-se bela, linda e gostosa. Isso sufoca muitas mulheres e destrói a qualidade de vida delas. É isso que explica a psicóloga Renee Engeln, que se diz “doente de beleza”, já que também se sente pressionada por esses padrões. Mas como combatê-los? Ela pode ajudar!

Mais sobre Renee Engeln:

Numa sociedade tão machista e em que os homens falam mais alto e têm muito mais espaço para expor suas opiniões, ouvir mulheres é não só revigorante como necessário. Dê uma chance a essas palestras escritas e apresentadas por mulheres e compartilhe a sabedoria feminina!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br