Autoconhecimento

7 coisas que não devemos forçar

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

 são tantas as cobranças da vida das quais não podemos nos livrar, que não devemos trazer outras exigências para nós, ainda mais quando se tratam de coisas mais “banais”.

O trabalho, o relacionamento, questões de saúde e até mesmo padrões sociais nos “obrigam” a ter que fazer coisas que, originalmente, não queríamos muito, mas abrimos mão e criamos coragem de realizar, pelo nosso próprio bem.

Outra circunstância é quando engolimos sapos ou tomamos atitudes um pouco forçadas, por causa de outra pessoa. Pelo “bem comum” e boa convivência, temos estes tipos de atitude, necessárias para um equilíbrio e para levar a vida numa boa. Porém, se até mesmo nas coisas mais simples nos cobrarmos demais, a vida será um fardo nada leve de se carregar, e todo o prazer de viver usufruindo cada segundo se perde na falta de autenticidade de algumas atitudes.

Portanto, sejamos mais instintivos em algumas coisas e deixemos de lado exigências superficiais desnecessárias.

Confira algumas situações em que você pode e deve “se permitir” e não fazer nada de forma forçada:Sua própria moda

As “tendências” estão sempre por aí, renovando-se, inovando, criando e fazendo todo mundo usar. Mas todo mundo que quer. Você não precisa usar as roupas ditas da moda, nem mesmo se adaptar para seguir um estilo que outras pessoas estão seguindo. Cada um com as suas preferências, o importante é sentir-se confortável.

Não estar “na moda” pode sim gerar algumas consequências. Alguns olhares tortos ou críticas de alguns, porém você é muito maior do que isso. Se estiver feliz consigo mesma e com as roupas que está usando, nem os comentários mais sarcásticos irão lhe atingir. Ninguém é obrigado a vestir nada e esse é, com certeza, um tópico que você não deve forçar-se a fazer.

Trabalho do bem

Uma coisa é deixar passar certas situações desconfortáveis, engolir um chefe um pouco estressado em alguns dias, ou algum colega de trabalho não muito divertido. Outra coisa é quando o seu trabalho é a pior parte do seu dia e, no caso, a maior parte dele.

Uncertain girl is looking at arrows. Girl full of doubts and hesitation.Se ir ao trabalho é um grande sacrifício e o ambiente é totalmente desconfortável, você não precisa ficar lá. Viver descontente com o seu próprio emprego lhe tornará desmotivado e desanimado para muitas outras atividades de sua vida, seja pessoal ou profissional.

Muitos temem a possibilidade de sair da estabilidade do emprego em que estão, mesmo que ele seja insuportável. Este é um grande erro. Se você está ali é porque é qualificado o suficiente para realizar o trabalho, sendo assim, tem totais chances de ser bem sucedido em outro lugar, principalmente algum que lhe faça mais feliz.

Badalação sincera

Aquela noite em que todos os seus amigos irão sair para badalar, tomar todas e dançar até o amanhecer, não necessariamente é a noite em que você quer fazer isso. Forçar-se a acompanhá-los com certeza não é uma boa escolha. Uma das piores sensações do mundo é estar num lugar fisicamente e com a mente bem fora dele.

Se nesta situação você decidir ir também, para não ficar como o “careta”, irá se arrepender. De nada adianta estar presente sem a menor vontade, ir contra ao que o seu corpo pede e a sua mente manifesta. Devemos escutar o que o corpo quer e repondê-lo da forma mais recíproca e autêntica possível, sem ligar para o que os outros vão achar de sua noite solitária assistindo diversos filmes e comendo pipoca.

Seu tamanho

Quando for comprar roupas, compre peças do seu tamanho! Os números são símbolos que a sociedade impôs como padrões, porém cada um de nós tem um tipo de corpo, um estilo de vida e é impossível padronizar o tamanho “certo” de seu jeans. Seja feliz consigo mesmo, fique em dia com a saúde e adeque suas roupas ao seu real estilo de vida e formato de corpo, sem precisar copiar ou impressionar ninguém.

Valorize-se

Não é por que está sozinho há muito tempo ou está carente que você precisa aceitar sair com pessoas que não te agradam. Os relacionamentos devem ser sempre algo prazeroso e nada forçado, pois se o caminho for o contrário, as tentativas serão sempre falhas e os resultados piores do que o esperado.

Participe como quiser

Se você está na festa curtindo, porém não quer beber ou dançar até o chão, você não precisa. Divirta-se sempre da maneira que lhe for mais confortável e mais autêntica. Mais uma vez, é a hora de escutar o que pede seu próprio corpo e a sua mente, longe dos julgamentos.

Palavras verdadeiras

De nada adianta dizer as palavras, se elas não têm nenhum significado para você. Não é por que alguém disse “eu te amo” que você deve responder com as mesmas palavras. A sinceridade no que você diz também define a sua personalidade.

É necessário sim que nós tenhamos medidas para falar, afinal, sabemos o poder que cada palavra tem, mas isso não significa que você precise dizer coisas que não quer. Saiba driblar aquela atitude impensada e repense como dizer, com boas expressões, aquilo que realmente sente.


  • Escrito por Julia Zayas da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]