Autoconhecimento Constelação Familiar

A ovelha negra da família

Ovelha negra levantando a cabeça no meio de um rebanho de ovelhas brancas.
Raquel Koury
Escrito por Raquel Koury


Visão sistêmica das Constelações Familiares 

Olá Amados, Hoje venho confessar que essa é uma pergunta que me perseguiu a vida toda: Por que eu? 

Por que sou diferente das minhas irmãs?
Será que eu estou atraindo isso para mim ou esta é minha missão de vida?
Você já deve ter ouvido estes questionamentos de alguém. Mas e você? Sente-se um excluído? Sente que é diferente, mas não entende o porquê?

Pois, bem. Você não está sozinho nessa! 

Todos temos problemas, mas realmente alguns carregam em si algo maior, que parece alheio a esta vida.

Uma angústia da alma. Uma sensação de não ser “daqui”. Não encontram seu lugar na família, na vida, no mundo. Sentem que nasceram em lugar errado, que “caíram de paraquedas” em um lugar ao qual chamamos de mundo, de VIDA neste mundo!

ovelha negra

Então trago a vocês, um texto de Bert Hellinger que nos traz uma boa explicação sistêmica sobre isso. Se para você ele fizer tanto sentido como fez para mim e para muitos de nós “meio diferentes”, perceberá um conforto imediato, que deverá carregá-lo em seu coração para os momentos dos “porquês”. Ou seja, quando tentamos fugir do problema, é comum nos vitimizarmos: 

“Ai, coitadinho de mim que carrego tudo isso… Isso não é justo!”.

E acredite, nós seres humaninhos fazemos isso sempre, só não percebemos. Devemos então ficar atentos a nossa vitimização, entendo que ser vítima é uma fuga do enfrentamento dos problemas.

Se o texto lhe fizer sentido, acolha para você e para também o passar para aqueles que você está ajudando e que sentem esta angústia existencial.

A OVELHA NEGRA DA FAMÍLIA (Bert Hellinger): 

ovelha negra
As chamadas “ovelhas negras” da família são, na verdade, caçadores natos de caminhos de libertação para a árvore genealógica.

Os membros de uma árvore que não se adaptam às normas ou tradições do sistema familiar, aqueles que desde pequenos procuravam constantemente revolucionar as crenças, indo em contravia dos caminhos marcados pelas tradições familiares, aqueles criticados, julgados e mesmo rejeitados, esses, geralmente são os chamados a libertar a árvore de histórias repetitivas que frustram gerações inteiras.

As “ovelhas negras” as que não se adaptam, as que gritam rebeldia, cumprem um papel básico dentro de cada sistema familiar, elas reparam, apanham e criam o novo e desabrocham ramos na árvore genealógica. Graças a estes membros, as nossas árvores renovam as suas raízes.

Sua rebeldia é terra fértil, sua loucura é água que nutre, sua teimosia é novo ar, sua paixão é fogo que volta a acender o coração dos ancestrais.

Incontáveis desejos reprimidos, sonhos não realizados, talentos frustrados de nossos ancestrais se manifestam na rebeldia dessas ovelhas negras procurando realizar-se.

A árvore genealógica, por inércia, quererá continuar a manter o curso castrador e tóxico do seu tronco, o que faz a tarefa das nossas ovelhas um trabalho difícil e conflituoso.

No entanto, quem traria novas flores para a nossa árvore se não fossem por elas?

Quem criaria novos ramos?

Sem elas, os sonhos não realizados daqueles que sustentam a árvore gerações atrás, morreriam enterrados sob as suas próprias raízes.

Que ninguém te faça duvidar. Cuida da tua “raridade” como a flor mais preciosa da tua árvore.

Tu és o sonho de todos os teus antepassados.

Amados, muitos de nós estamos aqui para servir nosso sistema familiar, levantando bandeiras que se resolvidas, nos libertaram de muitas coisas.

E isso é possível através das Constelações e Terapias Sistêmicas. A partir desta nova visão, conseguimos nos desprender de alguns vínculos que mantemos e nos colocam em situações de doença, seja física, emocional ou espiritual.

Com entendimento e amor, podemos entregar ao nosso sistema aquilo que não é nosso. Com amor e por amor, temos a oportunidade de olharmos para a vida. Uma vida mais liberta e mais leve para nós e nosso sucessores.

Você não está sozinho!

Beijos na alma.


Você também pode gostar de outros artigos da autora: Constelações X Efeito Zenão

Sobre o autor

Raquel Koury

Raquel Koury

Escritora, parapsicoterapeuta, professora de Filosofia, Parapsicologia e Constelações Familiares, possui 50 especializações somadas em seu currículo, entre elas: Parapsicologia, Reiki Xamânico, Cromoterapia, Psicoterapias, Terapia Sistêmica Individual e em Grupo, Constelações Familiares, Terapia de Casais, Psicanálise Sistêmica, Psicopedagogia Infantil Sistêmica, entre outras. Autora Best Seller da obra “SENSITIVOS” (Pensamento Cultrix), prefaciada pelo cineasta e diretor da Rede Globo, Roberto Farias; e da obra “Mãe é Mãe - Contos e Crônicas”, cujos lucros foram doados a entidades filantrópicas.

Raquel Koury e sua equipe realizam atendimentos virtuais via Skype e videochamadas de WhatsApp (por agendamento). Os cursos e treinamentos são no sistema EAD (à distância), ela atende pessoas do mundo todo há mais de 15 anos.

Site: www.raquelkoury.com

Facebook: facebook.com/Clinica.IPD

E-mail: [email protected]