Autoconhecimento Consumo Consciente

A Presença Íntima

mulher infeliz segurando a caixa de presente
Roberto Guelfi
Escrito por Roberto Guelfi
Presentear é talvez um dos mais antigos hábitos sociais da humanidade. Presentear significa marcar a presença em algum lugar, com algo que no futuro trará essa presença à memória. Dar um presente significa dizer à posteridade: estive presente!

A presença é tão importante que deve ser lembrada por muito tempo depois. A presença é o principal, o presente o acessório. Modernamente, no entanto, envia-se o presente e dispensa-se a presença. “Ele não veio, mas mandou um presente.” O presente substituiu a presença! O acessório substituiu o principal.

Mulher segurando presente

Olhe para si próprio. Quantos presentes você dá a si mesmo? Carro novo, viagens, jantares, uma casa na praia, emprego novo, uma tarde no futebol. A própria sociedade e a propaganda o incitam a presentear-se: “compre isso, compre aquilo!” E você compra, usa, vende ou descarta, mas continua infeliz! Por quê? Porque você se presenteia, mas não se presencia.

Você também pode gostar de:

Presenciar-se, estar presente em si próprio é o principal, presentear-se é o acessório. Presentear-se sem presenciar-se é como “mandar” um presente para você mesmo. “Eu não tenho tempo, e talvez, nem coragem para estar comigo mesmo, mas me dou presentes.” O vazio que não abandona você, mesmo quando você se enche de presentes, tem um significado: a falta da Presença! Só presentes não bastam.

Estar presente em si significa estar consciente de si; estar com a atenção focada nos vários veículos que compõem seu ser: seu físico, suas emoções, sensações e sua mente, sem julgamentos ou autocrítica. Estar presente em si significa VIVER o eterno momento presente, o único verdadeiro em toda a existência!

Mulher sentada em praia

A sociedade materialista conseguiu transformar algo que se VIVE em comunhão consigo mesmo e com aqueles a quem se ama em um paradigma social que se impõe pela compra e pelo consumo.

Os veículos superiores de nossa natureza espiritual estão fora do alcance de nossa mente concreta;
 E, por isso, a razão e os sentidos não conseguem percebê-los. Os veículos superiores de nossa natureza espiritual estão fora do alcance de nossa mente concreta; e, por isso, a razão e os sentidos não conseguem percebê-los. O acesso a esses veículos só será possível se a presença em si mesmo for incondicionalmente e permanentemente praticada. A consciência só pode alcançar os níveis superiores se começar por galgar os degraus inferiores. Se hoje mal temos consciência de nosso corpo, de nossos sentimentos, de nossas sensações e de nossos pensamentos, como podemos imaginar ser possível ter consciência da Centelha de Luz Divina que reside em nosso coração? Dizem as religiões: “receba Cristo no coração”. Ele sempre esteve lá! Só temos que ter a consciência disso.

Exercite, pois, a Presença Íntima: volte sua atenção para si mesmo. Coloque-se como observador de seus pensamentos e emoções, identificando-se não com elas (“pois eu não sou meu corpo, minhas emoções, minhas sensações ou meus pensamentos”) mas com algo que consegue observar tudo isso “de fora”. Esse algo tem a ver com seu Eu interior (“Eu Sou meu Deus Interior”).

Ao exercitar a Presença Íntima, você perceberá que apenas o que é verdadeiro permanecerá; o que é ilusório desaparecerá. Angústias, medos, mágoas, culpas e quaisquer outros sentimentos ou sensações negativos não resistirão à Presença Íntima. Seus pensamentos e sentimentos descontrolados se calarão quando você os observar, como se calam os futriqueiros quando, de fora, alguém os observa.

Ao estarmos presentes, socialmente, fortalecemos nossos laços de amizade. Ao estarmos presentes, com nós mesmos, em Presença Íntima, fortalecemos nossos laços com nosso Deus íntimo. Cada momento de Presença Íntima é um presente nosso para Deus; é um avanço no caminho de nossa missão verdadeira: o crescimento interior!

Sobre o autor

Roberto Guelfi

Roberto Guelfi

Espiritualista, escritor, revisor literário, músico amador. Seu trabalho é divulgado na mídia digital e por meio de livros que propaguem a Luz.

De formação profissional na área de gestão de empresas e na área acadêmica, particularmente em finanças, desde muito jovem tem se lançado ao desafio de seguir o roteiro, imposto pela consciência de olhar para cima, para fora do sistema socioeconômico-cultural (a matrix), fazendo do desenvolvimento da consciência seu projeto de vida, o que só parece fazer sentido se compartilhado com quem quer que se coloque na trajetória dessa intenção.

Contatos:
Email: [email protected]
Facebook: Roberto Guelfi
Página do Facebook: ousarsaber.rguelfi
Livro: Ousar Saber