Convivendo

Cem maneiras de ser a diferença na vida das pessoas – Capítulo 8

Capa da série Cem maneiras de ser a diferença na vida das pessoas - Capítulo 8
Benedito Milioni
Escrito por Benedito Milioni

Capítulo 8 – SEJA PONTUAL!

Forçoso admitir: pontualidade não é virtude e sim uma obrigação social e profissional das mais elementares e ninguém deve ser elogiado por praticar a pontualidade. Contudo, a pontualidade não é uma das marcas características da cultura brasileira, e isso não é bom. Um dado curioso é que a impontualidade chega a ser vista como um charme naquele que sabe que anda começa sem que ele chegue, daí a sua sensação de poder, ou o folclore da noiva atrasar-se para a cerimônia. Mas tudo isso é apenas uma grande bobagem e o que vale, mesmo, é a absoluta pontualidade.

Se você comparece diante da pessoa com que marcou um compromisso na hora exata, sem que ela tenha que ficar esperando ou mesmo em conjecturas se você chegará ou não, certamente “ganhará pontos” com ela e conquistará seu apreço. Além disso, a pessoa se sente prestigiada, com importância reconhecida e estes sentimentos são muito saborosos para quem os experimente… e você estará fazendo a diferença!

Com as facilidades da telefonia celular móvel, não há desculpas para pelo menos avisar haverá a possibilidade de algum atraso, em face de trânsito, condições climáticas e demais perturbações da boa fluidez do dia e seus compromissos.

Uma historinha que li há muito tempo numas das sessões da publicação Seleções do Reader’s Digest e que talvez tenha sido de grande ajuda na formação da aminha atitude sempre pontual: todos os dias, exatamente às 07:00 da manhã, o senhor de bengala escura com o castão dourado postava-se na esquina de duas ruas do centro da cidade, tirava seu relógio do bolso do colete, abria-o, dava uma olhada no relógio da torre de uma igreja, guardava-o de volta e, dando um giro com a bengala no ar, em torno de uma eixo imaginário que nascia do seu pulso, ele atravessava a rua e desaparecia na outra esquina. Todo dia. Exatamente às 07:00, com qualquer tempo. Um dia, ele não apareceu na esquina… 07:10… 07:15… 07:20… e nada! Perto já das 07:30, uma pessoa mais proativa decidiu ir até a residência do senhor da bengala preta e castão dourado, que sabia onde era, duas quadras mais atrás da esquina em que ele conferia a hora, e o encontrou caído logo na entrada e, levado para um hospital, houve tempo para combater um enfarto. Duas semanas depois, já em casa e recuperado do susto, o senhor da bengala preta e castão dourado, apertando a mão do seu salvador, deu-lhe o relógio de algibeira.


Continue acompanhando a série

Anterior Capítulo 8 Próximo

Ir para o primeiro capítulo

Sobre o autor

Benedito Milioni

Benedito Milioni

Graduado em Sociologia e Administração, 46 anos de carreira executiva e técnica em Desenvolvimento de Pessoas, autor de 32 livros, autor de 5 e-books, co-autor de 15 livros e autor de 25 manuais técnicos.

Dirigiu treinamento para mais de 3.349 grupos (cerca de 81.000 treinandos), dos quais 36.760 da área de RH, cerca de 24.736 Gestores e Líderes, 18.610 na área Comercial e 3.318 em Competências de Negociações . Formou cerca de 2.450 Instrutores e Multiplicadores Internos e 610 Consultores Internos Participa, regularmente, como conferencista sobre Tecnologia de Gestão em T&D em eventos nacionais e internacionais.

Apresentou mais de 2.104 conferências e palestras para mais de 200.000 pessoas. Prestou serviços a mais de 440 empresas, no Brasil e no exterior (América Latina, América Central, África e Europa). Júri de prêmios de Excelência na Gestão de Pessoas.

Publisher da GESTÃO DE PESSOAS EM REVISTA.

Contatos:

Av. Paulista, 2.202 , 3o. Andar CEP 01310-300 - São Paulo – SP
Site: www.milioni.com.br
Email: [email protected]
Telefone: 11 3508-1990 | 4158-7435 | 99909-5858
Facebook: www.facebook.com/bmilioni Linkedin: linkedin.com/benedito-milioni

Canal no Youtube