Convivendo

Cem maneiras de ser a diferença na vida das pessoas – Introdução + capítulo 1

Banner da série CEM MANEIRAS DE SER A DIFERENÇA NA VIDA DAS PESSOAS.
Benedito Milioni
Escrito por Benedito Milioni

Apresentação
A ideia para escrever esse livro veio do mosaico de impressões que fui montando com base nos meus acertos e desacertos relacionais, assim como o que consegui compreender na dinâmica de relacionamentos das muitas pessoas que conheci e, em especial, daquelas com quem me foi possível trocar assombros, perplexidades, sustos e aprendizados sobre a Vida e as suas infinitas razões para que a harmonia seja a energia mais intensa entre as pessoas.

As Cem Maneiras de Fazer a Diferença foram anotadas sem nenhum critério científico e sem o recurso da pesquisa estatística: na medida em que as percebia, eu as anotava em um caderninho que sempre me acompanha. Pronto. Simples assim. Certamente muitas maneiras ficaram de fora, sei disso e assumo que ainda não tenha amadurecido ao ponto de enxergar mais do que aquelas que arrolei, mas fico feliz, muito feliz mesmo, por estar seguro de que procurei produzir algo bom, nada excepcional, mas o suficiente para que se justifique ponderar a respeito.

jovem menina ajuda outro menina a levantar, com lago ao fundo e vista de pôr do sol

Em cada maneira de ser a diferença na vida das pessoas que incorporei ao livro, procurei acrescentar um relato de uma vivência a respeito, minha ou de alguém que tenha conhecido, sendo que apelei para umas historinhas inventadas na hora, quando a memória teimava em não me fornecer uma experiência vivida por mim ou pelos meus chegados. Procurei temperar as maneiras de ser a diferença com bom humor, quando cabia a emoção necessária e/ou quando exigia, para ser um pouco mais didático na tentativa de mostrar que as diferenças registradas são mesmo as diferenças que podem abrir os corações das pessoas para nos acolher e deles cuidar com amorosidade. E isso é tudo o que precisamos nesse mundo dito “moderno”, em que se busca substituir o olho no olho por dedos no teclado, as emoções por grafismos apenas engraçados, os tais emoticons, em que “eta” é o cômodo substituto para o, suspeito, incômodo “eu te amo” das respostas aos e-mails (quando são lidos…).

O livro está pronto desde fins de 2016, aguardando ser publicado, não o foi por causa de pindaíba em que andam as editoras nesse país de muitos sustos. Então, eis que conheci o EU SEM FRONTEIRAS e a sua gentil equipe de Redação, recebi o convite para compartilhar as CEM MANEIRAS com os leitores, sendo que serão publicadas duas maneiras por semana.

Sei bem que meia dúzia de maneiras de ser diferente na vida das pessoas dariam um bom caldo, mas por que não acrescentar mais 94 maneiras, se a intenção é recordar todos os dias que cada um de nós pode repaginar em todos os dias, várias vezes, as cores, sons e sabores da existência, cuidando uns dos outros com a mesma delicadeza com que os dois passarinhos se cuidam no galho da ameixeira exatamente nesse momento à minha frente?

Capítulo 1- NÃO CENSURE!

Se não puder ajudar, melhor ficar quietinho(a) e deixar o(a) outro(a) em paz com seus problemas, pelo menos momentaneamente!
Verdade! Nada é mais devastador para as pessoas (para o escriba, para você que lê essas linhas, para todas as pessoas que seus olham possam alcançar nesse momento…), que ouvir censuras, especialmente quando não foram pedidas ou quando se está no meio de um turbilhão de sentimentos confusos, culpas mal digeridas e inacabadas e a sensação de solidão, quando todos parecem estar contra e vestindo togas de juízes sem face mas com foice!

homem caucasiano adulto com fita adesiva na boca para impedi-lo de falar.

Um amigo revelou-me que a sensação que tinha ao topar com uma censura era a de que só faltavam as pedras nas mãos das pessoas e um canto onde ele seria o alvo das pedras, cada um dos indivíduos se esforçando para imprimir mais força no ato de atirá-las.

Seja uma efetiva diferença na vida das pessoas, cuidando em não censurar, procurando antes entender e ajudar na modificação da situação que motiva o impulso de censura ou, em último caso, calar-se e deixar a pessoa com seu esforço de vencer o momento difícil, o que dispensa o acréscimo de peso e acidez…de uma censura.

Uma historinha para ajudar a entender o princípio do NÃO CENSURE: 

Menino ainda, aquele calado funcionário de canto de sala, no terceiro subsolo do prédio de administração de uma cinzenta fábrica, ouvia censuras as mais cortantes quando exprimia seus sentimentos relativos ao medo de viver e de enfrentar os fantasmas da vida. Cresceu ouvindo que ele era o culpado das coisas erradas que fazia – e não eram poucas! – em todos os contextos da existência. Muitos anos depois de ser menino, quando já não tinha importância alguma na vida de ninguém, é que ele descobriu que enxergava e ouvia mal, disfunções que óculos e aparelho auditivo resolveriam, mas já era tarde: seu mundo minúsculo era composto apenas pelos dois locais onde ninguém o censurava: no canto escuro onde ficava a sua mesa de almoxarife de materiais inservíveis e no seu quarto, numa casa de cômodos do centro velho da cidade, no qual dividia espaço com muitos livros, uma TV e um aparelho de som e às vezes até conversava com as baratas que antes matava a chineladas.


Continue acompanhando a série

Capítulo 1 Próximo

Sobre o autor

Benedito Milioni

Benedito Milioni

Graduado em Sociologia e Administração, 46 anos de carreira executiva e técnica em Desenvolvimento de Pessoas, autor de 32 livros, autor de 5 e-books, co-autor de 15 livros e autor de 25 manuais técnicos.

Dirigiu treinamento para mais de 3.349 grupos (cerca de 81.000 treinandos), dos quais 36.760 da área de RH, cerca de 24.736 Gestores e Líderes, 18.610 na área Comercial e 3.318 em Competências de Negociações . Formou cerca de 2.450 Instrutores e Multiplicadores Internos e 610 Consultores Internos Participa, regularmente, como conferencista sobre Tecnologia de Gestão em T&D em eventos nacionais e internacionais.

Apresentou mais de 2.104 conferências e palestras para mais de 200.000 pessoas. Prestou serviços a mais de 440 empresas, no Brasil e no exterior (América Latina, América Central, África e Europa). Júri de prêmios de Excelência na Gestão de Pessoas.

Publisher da GESTÃO DE PESSOAS EM REVISTA.

Contatos:

Av. Paulista, 2.202 , 3o. Andar CEP 01310-300 - São Paulo – SP
Site: www.milioni.com.br
Email: [email protected]
Telefone: 11 3508-1990 | 4158-7435 | 99909-5858
Facebook: www.facebook.com/bmilioni Linkedin: linkedin.com/benedito-milioni

Canal no Youtube