Autoconhecimento Comportamento

Ego, o ovo da serpente

Paulo Tavarez
Escrito por Paulo Tavarez
Como livrar-se do ego? Como livrar-se de algo que não existe? Isso mesmo, o ego não existe! O que existe é uma ideia que você tenta realizar. Você está adaptado com essa ideia, você acredita piamente nesse construto mental impermanente e ilusório, dessa forma, aquilo que é apenas informação acaba se transformando em uma entidade. Na verdade, existem apenas os nossos desejos, é com eles que estamos identificados, é com eles que estamos envolvidos, eles definem aquilo que nos tornamos.

Homem egocêntrico

Procure o ego, faça esse exercício, concentre-se, você só irá encontrar os seus desejos. Quer livrar-se desse falso eu, livre-se dos desejos, parece simples, mas é inconteste. Você alimentou de importância uma série de falsas necessidades e agora convive com esse monstro. Cada célula desse monstro é uma necessidade à espera de uma consumação, os membros desse monstro se desenvolveram a partir de desejos insanos e a cabeça desse monstro é uma morada de sonhos e expectativas. Você quer lutar contra a sua ansiedade, mas não está disposto a desapegar-se dos objetos de desejo que a provocam. Você quer viver sem preocupações, mas não consegue renunciar àquilo que tanto valoriza. Você quer matar esse monstro, mas não quer pegar em armas e fazer o bom combate que te espera.

Você também pode gostar de:

Como vencer um inimigo que você insiste em fortalecer? Você precisa deixar esse inimigo cada vez mais desnutrido, mas não para de alimentá-lo. Você alimenta esse monstro ilusório com desejos, esse é o alimento dele. Enquanto não houver uma dieta adequada, que possa, aos poucos, destruí-lo, ele continuará no comando. Ele continuará crescendo e quanto mais ele infla mais o Universo cria ações para desinflá-lo. A velha máxima que diz “Aquele que se elevar será rebaixado” é muito mais verdadeira do que podemos supor. O indivíduo não percebeu ainda o quanto se equivoca ao chocar esse ovo de serpente. Aliás, a serpente nas tradições iniciáticas, quase sempre, está fazendo referência ao ego. Os dragões, que os heróis enfrentam para libertar a princesa, também. Todos os antagonistas, todos os demônios, todos os vilões, magos, feiticeiras e déspotas na maioria das fábulas retratam esse monstro.

Procure o ego e você só encontrará os seus desejos. Quer livrar-se do ego, comece a renunciar a tudo aquilo que você valoriza. Enquanto você nutrir de importância e significado aquilo que é impermanente e transitório, estará fortalecendo essa ideia. Não há receitas mágicas, não há soluções milagrosas, não há doutrinas ou discursos iluminados que possam conduzi-lo novamente ao trono do seu eu verdadeiro; apenas o desapego e a renúncia terão a eficácia necessária para essa realização. Entretanto para desapegar-se de tudo é preciso muita humildade, confiança, alegria, coragem, perseverança e serenidade, pois serão essas as virtudes que o conduzirão ao estado natural de iluminação que te espera.

Mulher egocêntrica

Qualquer um que esteja dizendo o contrário disso estará contribuindo para mantê-lo na mesma ignorância em que ele se encontra. Você estará sendo guiado por cegos, seguindo com devoção palavras sedutoras de falsos profetas. Você continuará na mesma prisão de crenças e certezas. Não existe tal ideia de salvação para esse monstro, não existe evolução para esse falso eu e não haverá paz para aquele que entrar pela porta larga da ilusão provocada pelos desejos.

Sobre o autor

Paulo Tavarez

Paulo Tavarez

Instrutor de yoga, pedagogo, escritor, palestrante, terapeuta holístico e compositor. Toda a minha vida tem sido dedicada à construção de um mundo melhor.

Celular: (11) 94074-1972
E-mail: [email protected]
Facebook: /paulo.hanuman
Instagram: @paulo.tavarez
Site: paulotavarez.com