Convivendo

Encerrando ciclos! Assim é a vida!

Transformation of Lime Butterfly ( papilio demoleus )

“Antes de fechar a porta e ir embora
Não me venha dizer que está levando tudo, que deseja deixar…
Pegue o seu medo e tristeza e escreva nas páginas do livro
Deixado em cima da mesa
E não se esqueça
É preciso que um dia se vá
Para que outro dia amanheça…”
(Jane Duboc)

Estamos na reta final. Sim, amigo, reta final de um ano que, espero eu, lhe tenha trazido muito aprendizado e a sensação de dever cumprido, sabe?
Você chorou? Mas certamente sorriu! Perdeu um amor? Ah, mas o importante é você não se perder de si mesmo, tá legal assim? Emprego novo? Oba! Segue em frente! Muitas decepções? Calma, vamos tirar proveito de todas!

“Estamos na reta final. Sim, amigo, reta final de um ano que, espero eu, lhe tenha trazido muito aprendizado e a sensação de dever cumprido”

Sorria, chore, pule, fique à vontade para ser você mesmo e brinde o sucesso de chegar ao final do ano com uma lição aprendida. Você, por acaso, aprendeu que tem o seu valor e é muito especial? Tomara que sim! Você é, sim, muito especial!

Para alguns, terminar o ano é somente uma questão de calendário ou até de tristeza, uma dor em estar só, mesmo estando em meio a uma multidão… Eu entendo isso e gostaria de ajudá-lo dizendo que é preciso renovar as esperanças, independentemente de você acreditar que é apenas uma data no calendário ou uma festa à beira mar, com todo mundo vestido de branco. Não importa o significado, porque a ideia é acreditar no novo, na proposta que uma força superior nos presenteia e que, aos poucos, construirá a nossa verdade… Isso é vida!

Você já fez um balanço de 2016? O que vai levar de bom, o que vai deixar ir, o que lhe marcou muito, o que faltou acontecer? O que ficou só na promessa?
“Sorria, chore, pule, fique à vontade para ser você mesmo e brinde o sucesso de chegar ao final do ano com uma lição aprendida”

Ainda que seja só uma data no calendário, imagine só: a cada dia vem uma oportunidade, uma chance de acontecer aquilo que nosso medo, desânimo ou pessimismo não permitiu. É preciso, a cada dia, renovarmos nosso compromisso de fazermos valer cada minuto que vivemos. Dentro de pouco tempo, o dia seguinte se converterá em ano seguinte!

Gente, um caderninho novinho, pronto para escrevermos mais um ano de nossa história e essa ideia é sensacional! Vamos lá!
Por falar em caderno, é interessante você traçar metas para o próximo ano. Isso pode lhe ajudar a organizar-se melhor em relação às coisas que quer conseguir. Trace metas, planos de ação e estipule prazos. Tudo isso pode ser útil para que você se mantenha motivado em suas conquistas.


Algumas questões relevantes para traçar o seu plano de ação:

1. O que eu quero realmente?

2. O que eu preciso saber sobre o que eu quero? O que me trará de satisfação e aprendizado?

3. Quanto tempo estimado entre o início da ação até o seu término? Estou realmente disposto(a) a seguir com esse plano de ação?

4. Possuo todas as características para tornar-me bem-sucedido? Quais delas preciso trabalhar?

5. Qual é a minha maior aptidão e o que ela poderá fazer por mim para que eu realize esse meu plano de ação e obtenha êxito?

6. Posso buscar ajuda se houver momentos de desânimo? Onde poderei buscar inspiração e com quem contar durante o processo?

7. O que será preciso romper para seguir com esse meu plano?

Você pode criar mais perguntas e assim focar ainda mais em seu compromisso de conseguir aquilo que deseja conquistar no próximo ano.
Persevere, tenha coragem, ousadia e lembre-se: quando seguimos em direção aos nossos sonhos, saímos de nossa zona de conforto e aprendemos a lidar com a vida real, em meio às adversidades!

Siga em frente, sem medo. Você consegue! Você merece!
E eu te desejo um feliz 2017! Muita saúde, paz, harmonia e realizações!

 

Sobre o autor

Claudia Jana Sinibaldi Bento

Claudia Jana Sinibaldi Bento

Olá, sou a Claudia Jana Sinibaldi Bento, metade brasileira, sendo a outra metade encontrada na Espanha… rs... e aqui compartilho o que aprendi ao longo desta trajetória, seja estudando, traduzindo, escrevendo, lendo ou conversando… ah, melhor ainda: conhecendo pessoas que me acrescentaram o que carrego como sendo meu tesouro mais precioso: conhecimento. São anos aqui e ali, onde me chamam ou aonde eu simplesmente vou, para aprender, ajudar, sentir… e assim sigo esta estrada rumo ao autoconhecimento, evolução e simplicidade! Vem comigo aprender! Ah, também quero aprender com você!

Email: [email protected]