Saúde Integral

Faça uma criança parar de chorar em segundos

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Achegada de um bebê em uma família causa uma grande felicidade. Mas, papais e mamães sabem que as noites bem dormidas acabaram. Daqui para frente, muitas noites serão passadas em claro, e fazer com que o pequeno pare de chorar parece uma tarefa muito difícil. Para os pais de primeira viagem principalmente, que ficam sem saber o porquê do choro, tornando-se uma missão quase impossível. Porém, existe um método realmente eficaz para acalmar um bebê?

Bom, a resposta é sim e o método utilizado é surpreendentemente simples. Pelo menos, é o que diz o pediatra americano Robert Hamilton, em seu canal no Youtube. Com mais de 30 anos de experiência na área da pediatra, Hamilton que atende na clínica Pacific Ocean Pediatrics, localizada na cidade de Santa Mônica, na Califórnia, mostra o passo a passo que faz com que um bebê recém-nascido pare de chorar imediatamente.

A técnica chamada de ‘The Hold’, que na tradução livre significa algo como ‘a pegada’, funciona com bebês de até três meses.
Nesta fase eles são bem mais leves, e por isso fica mais fácil a aplicação desse tipo de movimento.

O primeiro movimento é o de segurar o bebê com a palma da mão não dominante, e cruzar os braços bem na frente do peito. A criança deve estar com o rosto virado para baixo, e os papais e mamães devem tomar cuidado ao apoiar o queixinho.

Em seguida, incline o corpo da criança em um ângulo de cerca de 45 graus. Com a mão dominante, segure o bumbum e as pernas. Depois, faça pequenos e leves movimentos, tanto circulares, quanto de cima para baixo, como se fosse acalentar o bebê. Pronto, o milagre está feito.

Veja o vídeo aqui:


Texto escrito por Flávia Faria da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]