Autoconhecimento Convivendo

Felicidade é​ essa ​janela serena, dentro de si, só aguardando o sol da alegria entrar ​pelas suas frestas​

Jéssica Sojo
Escrito por Jéssica Sojo
Você já parou um segundo do seu dia e prestou atenção no que você pensa? Você já se questionou sobre o real significado daquilo ao qual a sua mente te faz pensar? Se te faz ficar ansioso e preocupado com o futuro? Ou triste com o passado? Ou tranquilo e presente no agora? Você – de acordo com o enredo que a sua mente cria – é uma pessoa triste ou feliz?

Às vezes eu paro para observar as pessoas em suas singularidades, gesticulidades, andanças, expressões faciais e é cada vez mais notório o quanto a sociedade moderna é triste – e o quanto algumas pessoas buscam constantemente por algo que às vezes nem elas mesmas sabem de fato o que é – simplesmente para preencher algo de fora.

As pessoas têm essa tendência em começarem a criar um enredo na mente e instigarem buscar a felicidade fora de si – geralmente em coisas supérfluas e em lugares errados. Esquecem que a felicidade não é uma coisa – mas um estado mental. É sentir a felicidade em si. Na sua totalidade.

Esquecem que a felicidade não é uma coisa – mas um estado mental.

Marcelo Jeneci citou certa vez em uma música: “Felicidade é só questão de ser”, e gente, felicidade é isso! É ser – sem cobranças, sem receios, sem medo do que o outro vai pensar, porque afinal, o outro é só e apenas o reflexo daquilo ao qual você está pensando e emitindo ao universo – e só.

Felicidade é buscar no seu íntimo aquilo que você é. É meditar e estar presente no agora. É entender que a vida tem um propósito e buscar o sentido disso. É sorrir para o mundo, independentemente dos obstáculos aos quais você se encontra. É valorizar a vida ao qual você tem e não ficar procurando se lastimar e comparar a sua vida com a do outro. É buscar fazer algo diferente a cada novo dia. É ser livre, feliz e considerar apenas as suas necessidades – sem ficar alimentando desejos da sua mente ilusória. Felicidade é modificar todos os maus hábitos e os cauterizar com os seus contrários, os bons hábitos. Felicidade é o nosso livre arbítrio.

Felicidade é essa janela serena, dentro de si, só aguardando o sol da alegria entrar pelas suas frestas.

Sobre o autor

Jéssica Sojo

Jéssica Sojo

É custoso descrever quem sou eu – já que constantemente lapido, modifico e me transformo em um pouco de tudo e muito de cada pouco. Inicialmente posso compartilhar dizendo que sou extremamente curiosa, apaixonada pela comunidade surda, pela língua de sinais e por tudo que envolve a linguística.

Foi na faculdade de medicina e como acadêmica há alguns anos (com a esperança de trabalhar com o ser humano e suas limitações) que eu adentrei para um universo de que eu não fazia ideia que fosse possível existir e que pudesse trazer a bagagem que tenho hoje. Minha busca incessante pelo autoconhecimento e entendimento para muitos dos questionamentos que já tive (e continuo tendo) me fez despertar para o meu atual desígnio.

Minhas tantas outras peregrinações e experiências também contribuíram e muito com o meu desígnio – a começar pelo de compartilhar junto a vocês, leitores do EuSemFronteiras, sobre a primordialidade de enxergarmos para além do que nos visibiliza os olhos e lembrarmo-nos sempre de sermos semelhantes ao sol, mesmo em meio às sombras escarpadas montanhosas da vida.

Com todo o meu carinho e gratidão imensa,

Mãos em prece e um saudoso e caloroso abraço em cada um.

Contatos:

Email: [email protected]
Instagram: @rubiojer