Cidadania Comportamento

Formas de reciclar as embalagens que usamos

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você sabia que somente na cidade de São Paulo são coletados 14 milhões de quilos de lixo por dia? Isso mesmo: por dia! A cada dia que passa, a produção de lixo aumenta no mundo todo e, com isso, se torna cada vez mais importante a criação de novos programas de reciclagem tanto pelo governo quanto por parte da população. Esse assunto pode até parecer um pouco complexo, mas saiba que a iniciativa de reciclar pode partir de você, de dentro da sua própria casa!

Entender o ato de reciclagem é fácil: é como pegar algo que pode parecer descartável, sem utilidade, e, a partir de processos químicos, físicos ou biológicos, torná-lo novamente um produto ou matéria-prima para a produção de novos itens. Praticamente tudo pode ser reciclado e há muitos produtos que, quando descartados de forma incorreta, podem impactar o ambiente de forma muito negativa.

Como reciclar?

Imagem de latões para a separação de resíduos nas cores: verde, laranja, amarelo e azul.
Imagem de Michael Schwarzenberger por Pixabay

Há muitas opções possíveis de destino para reciclar o seu lixo, mas o princípio é descartá-lo (quando for reciclável) de forma certa em cestos específicos. Sabe-se que não são todas as casas, condomínios e bairros que disponibilizam dos serviços de coleta seletiva, mas tal descarte também pode ser feito em postos que atuam de forma independente. Além disso, existe também a possibilidade de reutilizar alguns materiais e dar uma nova vida ao que seria descartado!

Quais produtos são recicláveis?

Veja uma lista de produtos que podem ser reciclados e entenda o que o descarte incorreto deles causa ao meio ambiente:

1. Plástico

O plástico é um material que está presente diariamente na vida de todos, mas poucos sabem que ele produz muitos impactos negativos ao meio ambiente. Além de possuir um processo muito lento de decomposição e de degradação (o que faz com que ele dure cerca de 100 anos), a queima desse material libera fumaças tóxicas que afetam tanto a saúde humana quanto o meio ambiente.

Quando reciclado, o plástico vira pequenos grânulos que podem ser utilizados de inúmeras formas: na produção de mangueiras, pisos, embalagens, peças de automóveis, entre outros.

Dicas:

– Na hora de comprar sacolas plásticas, dê preferência a sacolas recicladas;
– Evite jogar plástico no lixo e separe tudo que for plástico para a reciclagem!

Imagem de vários blocos de papéis para reciclagem.
Imagem de Ben Kerckx por Pixabay

2. Papel

O papel é um material feito a partir de árvores, então você já pode imaginar: quanto mais papel você descarta, mais árvores são desmatadas para a sua produção! Além do desmatamento, o descarte do papel pode servir como combustível para possíveis incêndios e até mesmo para a liberação de algumas dioxinas de metais que provêm de tintas.

Papéis reciclados podem virar novos papéis, e esse tipo de reciclagem é um dos mais simples e baratos!

Dicas:

– Use sempre os dois lados de um papel;
– Evite fazer impressões desnecessárias;
– Dê preferência a papéis reciclados;
– Utilize os panfletos que você recebe na rua como rascunho;
– Separe papéis, embalagens de papel e caixas de papelão para a reciclagem.

3. Vidro

Esse é um material que requer muito cuidado na hora do descarte, pois pode machucar as pessoas que coletam o lixo. O vidro não polui a água, o ar e o solo mas também não se decompõe nem é desfeito com queimas – pode somente derreter.

No seu processo de reciclagem, o vidro é derretido e transformado em novos materiais, como novamente em embalagens de vidro.

Dicas:

– Reutilize potes, garrafas e tudo o que for de vidro sempre que for possível;
– Crie o costume de separar os vidros transparentes dos vidros coloridos e leve-os à reciclagem. Esse material é totalmente reciclável e um pote de vidro pode facilmente se tornar outro pote novinho sem perder a sua qualidade.

Imagem de várias garrafas pláticas prontas para serem recicladas.
Imagem de Hans Braxmeier por Pixabay

4. Caixas de leite

Praticamente todas as caixas de leite são feitas a partir de misturas de diversos materiais, mas mesmo assim podem ser recicladas. É importante, antes de qualquer descarte, limpar os produtos para que não ocorra nenhuma proliferação de bactérias, odores e doenças, com a finalidade também de evitar qualquer possível contaminação de outros itens recicláveis que estejam no mesmo ambiente.

Caixinhas de leite, após a higienização, podem ser trabalhadas com tintas ou papéis de colagem, para em seguida se transformarem em guarda-objetos ou porta-canetas, por exemplo.

Dicas:

– Após o uso, lave as caixinhas com um pouco de água sanitária para não atrair insetos;
– Separe-as para a reciclagem ou faça você mesmo um novo uso deste produto!

5. Metais

Os metais são materiais que ocupam muito espaço e possuem processo de decomposição lenta. A queima de metais pode contaminar cinzas, fazendo com que fiquem tóxicas, além de, mesmo assim, não reduzirem de volume.

Dicas:

– Separe bem os metais que você irá destinar à reciclagem: latas que armazenaram produtos tóxicos não devem ser colocadas ao lado de outras embalagens metálicas;
– Lave bem os materiais de metal para remover qualquer sujeira.

6. Isopor

Poucos sabem, mas o isopor é considerado como um plástico, podendo ser também 100% reaproveitado. Composto por 98% de plástico e 2% de ar, é um material de difícil decomposição. Quando queimado, libera gás carbônico que contribui para o aquecimento global e para a poluição do ar. O isopor deve ser descartado junto a outros produtos sólidos, como vidros, metais, papéis e, é claro, plásticos!

Dicas:

– Higienize embalagens alimentícias de isopor e separe-as para a reciclagem.

Imagem de tecidos já reciclados e prontos para serem reutilizados em outro tipo de produto.
Imagem de citypraiser por Pixabay

7. Tecidos

A queima de determinados tecidos, como poliéster, nylon e carpetes, pode produzir uma fumaça tóxica que polui o ar e promove o aquecimento global. Não há uma forma exata de reciclagem, mas os têxteis podem ser reutilizados de muitas formas.

Dicas:

– Pratique o reuso! Busque formas diferentes de usar e reusar as roupas do seu armário;
– Doe a instituições ou a quem precisa.

8. Móveis

Móveis antigos ou velhos podem atrair ratos ou outros animais que vivem no meio da sujeira. Há inúmeras formas de dar uma nova utilidade ao que já não lhe serve mais!

Dicas:

– Use e abuse da sua criatividade para renová-los;
– Doe para instituições de reconstrução de madeira;
– Doe para pessoas que precisam.

9. Lixo orgânico

Restos de comida atraem insetos e animais, além de produzirem gases durante o processo de decomposição.

Dicas:

– A melhor solução para o descarte de lixo orgânico é a compostagem, que se baseia em devolver os nutrientes ao solo – os alimentos viram adubo para plantações e jardins;
– Evite comprar ou cozinhar alimentos em excesso;
– Atente-se aos prazos de validade nas embalagens.

Cesto de aramo cheio de resíduos domésticos prontos para serem reciclados.
Imagem de Manfred Antranias Zimmer por Pixabay

10. Resíduos domésticos

Produtos como tintas, querosene, acetona, detergentes, produtos de limpeza, medicamentos, entre outros são produtos extremamente tóxicos, capazes de poluir a água, o solo e o ar. Em determinadas reações, podem ainda causar explosões e incêndios. Na hora de descartar estes materiais, é preciso ter muito cuidado, pois eles podem prejudicar a sua saúde.

Alguns materiais, como tinta a base de água, por exemplo, podem ser diluídos em água e descartados de forma simples, mas a maioria dos produtos tóxicos devem ser utilizados até o final para os devidos fins domésticos ou descartados em postos específicos.

Dicas:

– Esteja sempre atento aos alertas presentes nas embalagens: produto corrosivo, inflamável, explosivo ou tóxico;
– Separe estes materiais do lixo comum;
– Dê preferência ao uso dos produtos que forem a base de água.

Imagem de vários materiais para reciclagem.
Imagem de djedj por Pixabay
Você também pode gostar

Dicas para separar o lixo para a coleta:

Papéis: guarde-os em sacos plásticos ou em caixas de papelão;
Plásticos: para que não fiquem restos de produtos, lave-os bastante;
Vidros: retire as tampas e lave-os com água em abundância;
Metais: itens como latas de refrigerante, sucos ou enlatados devem ser prensados ou amassados.

Pesquise na internet o ponto de coleta de lixo mais próximo da sua casa e dê o primeiro passo para a mudança do mundo! Promova a reciclagem!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]