Espiritualidade

Natal é um momento espiritual e não material!

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Diversas das comemorações que celebramos atualmente no mundo ocidental perderam seu valor de origem e tornaram-se meras representações materiais. Os festejos, vestimentas, comidas, músicas, cores e danças são muito bem explorados nestas celebrações e seu real significado é deixado de lado. Entre elas, o Natal.

O que é o Natal?

A simbologia da comemoração cristã, perdida nas entusiastas celebrações atuais, refere-se ao nascimento de Jesus na Terra, o que representaria a figura de Deus em pessoa, símbolo de amor e fraternidade.

Alguns símbolos

Mais do que meros enfeites, os símbolos que utilizamos na época de Natal tem seu significado espiritual.

– Árvore de Natal: representação pagã desde a época medieval referente à Adão e Eva e o paraíso;

– Vela de Natal: símbolo da luz de Cristo;

shutterstock_156255440

– Estrelas: representação da Estrela de Belém que, segundo a crença cristã, guiou os magos até Belém no advento do nascimento de Jesus.

O famoso Noel

O conhecido velhinho que entrega presentes para as crianças bem comportadas também tem sua origem lendária na época medieval. A sua figura é inspirada no bispo Nicolau, da Turquia, que costumava espalhar agrados e presentear pessoas. A figura foi mais tarde atribuída à época de Natal primeiramente pelos alemães, por tratar-se de um tempo de compartilhamento e compaixão.

Retomando valores

É importante, para aqueles que costumam fazer grandes ceias e trocas de presentes, retomar o real sentido da data. Por mais que se usufrua de todo o seu divertimento e confraternização, esta época tem também outro valor, que deve ser de importância para seus credores.

Crentes ou não, não devemos tornar o Natal uma época de deveres e tarefas. Muitos passam a se preocupar extremamente em presentear a todos, em realizar uma ceia estonteante, em decorar exageradamente suas casas. Talvez isso não seja o mais necessário.

shutterstock_227791804

É época de presentear, também, de outras maneiras. Se este período traz sentimento de compaixão, de aproximação, este também pode e deve ser demonstrado de outras maneiras.

Muitas vezes festas mais simples, sem gastos excessivos, com presentes não só materiais, porém expressões de carinho e momentos de união, são capazes de trazer o significado do Natal à tona sem nos integrarmos a onda materialista pelo qual foi tomado.


  • Escrito por Julia Zayas da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]