Autoconhecimento

Nunca é alto o preço a se pagar pelo privilégio de pertencer a si mesmo. (Nietzsche)

Um homem de braços erguidos para o céu.
Gajus / Canva
Escrito por Ana Paola Lamanna

Confesso por gosto particular que não sou muito fã de Nietsche (o homem de bigode).

Não me desperta interesse ler suas obras, mas essa frase de sua autoria me chamou atenção:

Quando não elaboramos nossas pendências do nosso mundo interno, ficamos alienados de nós mesmos e da nossa livre expressão de ser na vida.

Experimente ouvir mais o que seu mundo interno lhe diz, em vez do que lhe é dito e mostrado fora, os ruídos externos.

Experimente se voltar mais pra seu portal interno.

Uma mulher sentada num cume. Abaixo dela, uma vasta paisagem e, ao fundo, rios e montanhas.
Arthur Brognoli de Pexels / Canva

Nos desconectamos do nosso eu e nos identificamos mais facilmente com o externo, pelo que os outros dizem e falam quando não fazemos essa autoanálise.

Se não fizer essa autoescuta e auto-observação de si, mais se distanciará de suas vontades reais e pessoais.

“Mostra-te com quem tu andas, que veremos como tu te transformas.”

Essa frase se aplica muito bem para refletirmos se estamos agindo mais como cópias uns dos outros ou mais conforme nossa essência.

É necessário, primeiramente, pertencermos a nós mesmos para nos sentirmos conectados ao mundo.

A prática da meditação também o beneficiará muito nesse processo.

Você também pode gostar

Infinitize-se!

Você tem dentro de si muitas possibilidades lindas para manifestar fora.

Sobre o autor

Ana Paola Lamanna

Quando iniciei esse caminho de autoconhecimento, notei que não existem coincidências. E quando me tornei terapeuta, percebi que não seria diferente. A área de desenvolvimento humano me fascina. Cheguei a um ponto da minha vida em que tive que dar uma pausa em tudo e quebrar paradigmas, ouvir o que minha alma pedia para me conectar mais comigo mesma. Foi quando conheci a constelação, o método sistêmico que me reconectou com minha essência. A experiência de ser constelada foi tão profunda e de tal transformação em minha visão de vida e de mundo, que determinada fiquei a estar do outro lado — de fato me conectei com muito amor a essa profissão e, dessa forma, tornei-me consteladora. Venho da área do Direito e pretendo dar uma chance de exercer a advocacia agregando o conhecimento sistêmico para me voltar a dedicar ao direito de forma humanizada, mais conhecido como direito sistêmico. Procuro pesquisar e estudar além do conhecimento sistêmico para aplicar em meus atendimentos, enfim, tudo que me permita utilizar o máximo em benefício do desenvolvimento humano e da descoberta do poder pessoal; por exemplo: psicossomática, leitura corporal, traços de caráter etc. Acredito que quanto maior o conhecimento que o profissional tem, maior a probabilidade de ajudar seu cliente a se expandir além do que se possa imaginar. Espero que cada vez mais pessoas busquem e se interessem em conhecer e se maravilhar com esse método tão revolucionário e, ao mesmo tempo, tão essencial nesta época conturbada em que vivemos. OBSERVAÇÃO: Realizo atendimentos online.

Email: terapeutasis_anapaola2021@yahoo.com
Facebook: O Caminho da Alma
Instagram: @o_caminhodaalma