Energia em Equilíbrio Espiritualidade

O carma

Vital Frosi
Escrito por Vital Frosi
Quando as coisas não estão bem, é comum ouvir alguém dizer: “É o Carma”! 

Entretanto, é errôneo acreditar que Carma é somente a parte ruim da vida. Na verdade, ele é a “bagagem da alma” enquanto o Espírito passa pelas sucessivas encarnações e experiências nesta escola de consciência.

Carma não é só o negativo de nossas vidas. Carma é tudo aquilo que compõe os alicerces e a estrutura que edifica o Espírito enquanto transita pelo Planeta Terra, já que este é um mundo de consciência e, por isso, de aprendizado. Todas as ações que praticamos, naturalmente criarão reações condizentes. Também chamada de Lei de Causa e Efeito, essas ações irão sempre gerar um Carma, ou seja, um resultado, positivo ou negativo.

Isso significa que há um Carma negativo e um Carma positivo. 

O Carma positivo, vai gerar frutos bons, que resultam em momentos tranquilos e suaves no porvir. Esse Carma também podemos chamar de Darma, para diferenciar do outro que comumente chamamos de Carma.

Todas as vezes que agimos conscientemente de forma que essa ação traga dor, perturbação, dificuldades ou qualquer prejuízo para outro ser humano, estamos adquirindo uma pendência negativa que exigirá resgate lá adiante.

Também quando agimos de tal sorte que causamos prejuízos a qualquer coisa da natureza, seja animais, plantas, água, terra e tudo o que há, inclusive quando emporcalhamos os ambientes com maus cuidados com o lixo, principalmente aquele que danifica o meio ambiente, certamente, lá adiante, vamos passar por situações onde teremos a oportunidade de resgatar as más ações do pretérito.

Toda ação de resgate, é denominada EXPIAÇÃO. É como se tivéssemos uma conta pendente que precisa ser paga. Nessas contas não há avalistas. Ninguém paga a dívida do outro.

Da mesma forma, as boas ações do passado nos proporcionam, na presente encarnação, situações de conforto e bem-estar, trazendo resultados positivos em tudo aquilo que sucede em nossa atual existência. Esse é o Carma positivo, ou Darma, como queiram.

Precisamos considerar que somos Espíritos estelares que aceitaram passar por uma experiência de consciência em um Planeta habilitado para isso, como se fosse uma Escola.


Uma vez aceito tal desejo, o Espírito imortal corporifica-se no Planeta correspondente, como a Terra por exemplo, e é submetido ao véu do esquecimento. Ao iniciar a sua caminhada, tudo é aprendizado, como se nunca tivesse existido antes. Porém, para que ele possa mais rapidamente se autoavaliar, depois de um certo tempo aqui nesta escola, o Espírito desprende-se do corpo físico, ação que comumente é chamada de morte, e o seu segundo corpo, ou seja, o perispírito, se encarrega de acompanhar o Espírito nas faixas dimensionais da Quarta Dimensão, onde há um mundo paralelo ao que conhecemos na matéria, e lá, há todas as possibilidades para que ele faça uma avaliação da última etapa, cumprida aqui na escola terrena.

Nas Colônias Espirituais, o Espírito recobra as suas lembranças de todas as suas passagens pela Terra, mesmo que basicamente, bastaria lembrar apenas da última, pois a cada existência, todo o nosso histórico é atualizado.

Claro que antes existe uma infinidade de situações que diferem individualmente para cada Espírito. Cada um vai passar por determinados períodos de arrependimento, dor ou sofrimento, de acordo com a vida que levou antes de desencarnar. Para cada caso, há uma situação. Mas depois tudo se afunila, até que chega o momento de o Espírito reprogramar uma nova volta para a Terra. Uma nova encarnação. 

É este projeto reencarnatório que vai determinar as condições que a próxima existência oferecerá para que o espírito, na forma humana, encontre maneiras de corrigir as ações mal sucedidas no passado.

Embora não haja imposições por parte das Leis Divinas, o próprio Espírito deseja resgatar o mais breve possível as suas pendências. Colocará variadas possibilidades e dificuldades, situações em que terá a oportunidade de lapidar a sua alma. E essas situações de dor, sofrimento ou dificuldades, é o que denominamos de Carma.

Dizemos que ninguém foge do próprio Carma. Isso é verdadeiro, pois ninguém foge de si mesmo. Então, para que possamos evoluir como seres de Luz, precisamos fazer os resgates. Como necessidade da própria alma, vamos encontrar os meios para fazê-los.

O Espírito só concluirá o aprendizado nesta Escola de Consciência, quando desencarnar e não deixar nenhum resgate pendente. Aí sim, não precisará mais voltar aqui. Passará a habitar mundos superiores.

Como a Terra está deixando de ser um Mundo de Provas e Expiações, evoluindo para um Mundo Regenerado, os remanescentes desta escola terrena, terão que completar as lições em outro lugar. Pelo que nos informam os Amparadores Espirituais, será em um Planeta ainda atrasado como era a Terra na época pré-histórica.

Este momento, também chamado de “Separação do joio e do trigo”, já está acontecendo. A maioria de nós está, provavelmente, na última encarnação na Terra.

O Bem e o Mal como os conhecemos, nada mais é que as condições que nós mesmos criamos para evoluir. Permanecer no mal, sempre acarreta em atraso evolutivo. Sempre trará Carma negativo para ser resgatado lá adiante.

Em resumo: Viemos a primeira vez na forma humana, ganhamos uma consciência que nos proporciona criar, agir e decidir pelo livre arbítrio, ou seja, pela vontade individual de cada um. Temos o poder de decidir sempre qual situação vamos criar. E temos dentro de nós a capacidade de antever os resultados também. Entretanto, quando optamos pelas vantagens pessoais, ou pela lei do menor esforço, situações que podem resultar em prejuízos para terceiros, criamos um Carma que exigirá resgate.

Tais resgates que nem sempre seria preciso fazê-los através da dor. Quando reconhecermos que somos merecedores de cada situação surgida no dia a dia, e tomarmos ciência que tal situação está proporcionando um reaprendizado, aceitando e fazendo o firme propósito de reajustar aquilo que foi feito errado antes, certamente, o peso do Carma vai diminuir até extinguir-se por completo. A isso chamamos de “pagar com o amor ao invés da dor”.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Vital Frosi

Vital Frosi

Psicoterapeuta Reencarnacionista, Orientador espiritual, Formação em Psicologia Transpessoal pela Unipaz, Mestre em Reiki pela Escola André Luiz e Celer Faculdades, Massoterapeuta pela Celer Faculdades, Médium Intuitivo Semi consciente, Palestrante, atendimentos presenciais e à distância.
Missão terrena para esta existência: O esclarecimento e o despertar espiritual.

E-mail: [email protected]
Celular: (54) 9 9697 9292 (WhatsApp)
Facebook: Vital Frosi