Autoconhecimento

O corpo fala: conheça 5 sinais físicos da atração

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Quando gostamos de alguém ou estamos a fim, ficamos de olho naquela pessoa; e quando estamos no mesmo lugar que ela, nos sentimos nervosos, suamos frio e até a nossa maneira de falar torna-se diferente. Isso acontece com praticamente todas as pessoas, não é mesmo?

Listamos aqui 5 sinais que nosso corpo dá quando sentimos atração por alguém:

1 – Batimentos acelerados

Quando aquela pessoa aparece, não há como evitar, o coração acelera na mesma hora. A atração relacionada com o ritmo de batimentos do coração é algo tão forte que, de acordo com testes feitos pela antropóloga australiana Helen Fisher, constatou-se que a primeira reação ao nos depararmos com alguém que gostamos muito são os batimentos mais acelerados do coração, como se houvéssemos realizado uma corrida leve de 7 minutos.

O organismo contribui para isso também. Durante o estágio inicial do amor, o nosso cérebro libera noradrenalina (ou norepinefrina) sempre que estamos perto de um interesse amoroso, o que nos leva a ter atitudes mais carinhosas.

2 – Mãos suadas

No momento em que conhecemos uma pessoa que consideramos muito atraente, nossas mãos ou até a barriga e os braços tendem a transpirar mais. Isso acontece porque a adrenalina no corpo é acelerada, causando as reações do suor. O ritmo cardíaco muda também, contribuindo para que as mãos suem.

Conhecidos como monoamina, dopamina e serotonina, esses estimulantes se combinam para produzir adrenalina e excitação no corpo, assim, consequentemente, ocorre o umedecimento das mãos. Em algumas pessoas pode ser algo bem discreto, em outras, um suor em maior quantidade.

3 – Mudança no tom de voz

É aquele momento em que vamos conversar com a pessoa que nos sentimos atraídos e nossa voz muda o tom, ou até chegamos a gaguejar. É engraçado e, ao mesmo tempo, embaraçoso, pois pode acabar revelando os sentimentos. Um estudo australiano recente elucidou que nossa voz fica mais grave ou mais fina ao encontrarmos uma pessoa que consideramos atraente.

4 – Dilatação das pupilas

Diversos estudos têm relatado que as pupilas dos nossos olhos têm um papel incisivo quando acontece a atração. Quando elas detectam um rosto atraente, fazem o nosso cérebro liberar a dopamina, o que desencadeia a dilatação da pupila pela estimulação de terminações nervosas nos olhos.

5 – Espelhamento das ações

Quando as pessoas estão naquela fase da paquera, flerte e até no namoro, a tendência de movimentarem-se de maneira similar é grande. Isso porque elas possuem “olhos” somente para a pessoa amada, mesmo sem se dar conta disso. De acordo com um estudo de 2006, realizado por profissionais da psicologia brasileira, os casais que ficam juntos por muito tempo — bem depois daquela paixão do início de namoro — começam até a ficar fisicamente parecidos em alguns aspectos, como corte de cabelo similares e trejeitos.

São essas e outras magias que só a paixão e o amor podem nos proporcionar, portanto, caso alguns desses sentidos se manifestem ao encontrar alguém que você gosta, pode ser sinal de uma atração física inevitável.


Texto escrito por Bruno da Silva Melo da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]