Autoconhecimento

O Ódio: Uma epidemia escondida no subterrâneo do Ser

Wilian Lichtenthäler

Nestes dias turbulentos em que nos encontramos, me detive em analisar uma nuance importante em todo esse contexto, que merece ser melhor compreendida: como nossa sociedade está adoecendo pelas atuais posturas tomadas, principalmente, com relação a uma característica em especial – o ódio.

E aqui não quero mencionar um ódio especifico, e sim este em que me remete até mesmo as ofensas morais e físicas contra as pessoas que pensam diferentemente uma das outras.

Será que nós não podemos declinar sobre nossas opiniões, mesmo sendo contrárias a que outros grupos propõem? Será que é um erro pensar diferente, ter ideias diversas ou ser alguém que tem seus próprios pensamentos? É errado divergir de uma parte da sociedade, que acredita que sabe a maneira correta de se conduzir, tentando induzir as pessoas a seguirem seus passos sem ao menos saber para onde estão indo e por quem estão sendo conduzidas? Essas pessoas acreditam que estas atitudes são as mais adequadas para o contexto atual em que vivemos, e nem ao menos param para refletir se os outros querem seguir pelos mesmos caminhos.

Acredito ser importante saber quando uma sociedade está doente, ela pouco ou quase nada olha para os seus semelhantes, e se está adoecida é em virtude de que ela mesma precisa, quer ser conduzida ou está em busca de um “Salvador da Pátria” que, em suma, não existe.

O que essas pessoas não perceberam é que o ódio gera mais ódio, e que a razão nos denota a fragilidade com que a sociedade se encontra, sem norte e sem arrimo.

Ela não percebe que a condução de seu destino está em suas próprias mãos, que uma sociedade deve se nortear realmente por valores morais perenes como Ética, Moral, Liberdade, Solidariedade e Igualdade. Não posso conceber que em uma democracia não devamos respeitar os contrários, justamente no ponto em que ela nos pede justamente isso ao “Convivermos com os contrários”.

Angry woman hitting with fist on camera and shouting over gray b

Mencionei justamente uma sociedade doente porque o ódio decorre do amor doentio. Ou seja, em decorrência de nossas posturas contrárias à verdadeira realidade, deixando-nos iludir por aspectos de rebeldia e revolta contra tudo aquilo que é contrário ao que pensamos e acreditamos.

Mas será que aquilo que pensamos e acreditamos está correto ou estamos vivendo uma ilusão, acreditando em utopias, modismo, ou mesmo sendo pessoas egoicas pensando somente no seu próprio umbigo? Minha teorização neste momento é entender esse ódio gratuito sem o mínimo de respeito pelos seus pares.

Em suma, muitos estão adoecendo porque não conseguem (ou não querem) entender que vivemos numa sociedade, e que precisamos respeitar aqueles que pensam diferentemente de nós.

E nesse contexto, espero que compreendam a gravidade do momento, se nós não modificarmos as nossas posturas, criaremos indivíduos que se tornaram escravos de interesses e massa de manobra, e acabaram tornando-se seres doentios pelo poder e mando, e nada os fará parar, justamente pela quantidade de energia doentia do ódio.

Sobre o autor

Wilian Lichtenthäler

Wilian Lichtenthäler

Formado pela Universidade Metodista de São Paulo em Administração de Empresas.

Completei cursos de extensão na área de saúde: Psicanálise e Análise /Medicina Tradicional Chinesa / Terapia Ortomolecular.

Tenho mais de 20 anos de experiência atuando como Psicanalista / Analista Clínico e Terapeuta Transpessoal. Foco em distúrbios de ordem Mental, Física e Emocional. Além de experiência de mais de 2 décadas em Medicina Tradicional Chinesa, tendo como especialidades áreas Ginecológicas, Neurológica, Psicológica e Reumatológica.

Possuo conhecimento de Terapias Complementares para o reequilíbrio dos pacientes mediante uso de técnicas como Massoterapia, Cromoterapia, Tuína, Do-in, Shiatsu e Terapia Ortomolecular. Além de conhecimento em Fitoterapia Chinesa, Brasileira e Florais de Bach e Quântico como complemento em tratamentos de casos crônicos e agudos e na prevenção de enfermidades.

Ministro Palestras e Aulas focadas principalmente às áreas de atuação em especial, Medicina Tradicional Chines, Psicanálise & Análise Psíquica, Florais de Bach, e ligadas ás áreas comportamentais.

Celular: (11) 99938-9122 (WhatsApp)
Facebook:www.facebook.com/wilianlichte
Blog: wilianlichte.blogspot.com
Skype: wilianlicht